Setembro

Seja bem-vindo

Na numerologia, “setembro é o mês do desapego, do final de ciclos, e também do amor universal. ” Fonte

Assim considerado, é um mês para realização de mudanças; eu não tenho escolha, rs,rs, pois meu aniversário é neste mês, no dia 20 terei uma nova idade. Na realidade, os dias, as paisagens, gestos, enfim nada se repete. Mas será que nos detemos nas mudanças ou ficamos arraigado aos velhos pensamentos, hábitos e não ousamos ao que nos chega, por termos os olhos vedados?

Li alguns poemas da Marina Colasanti ( em Mais longa vida) que exprimem seu contato com o tempo, suas perdas pessoais, físicas e relacionais e sua certeira morte de uma forma tão assertiva que me tocou profundamente me lançando a revisitar meus sentimentos despertados nestes tempos Pandêmico.

Medo, tristeza, indignação, angústia, compaixão, descrédito, amor/ódio, um caldeirão de sentimentos que salgaram os meus dias, embaçaram o olhar, traçaram fios de incertezas.

No mergulho profundo do mar, através das águas escurecidas pela presença de nuvens carregadas, só surgiram sombras. Em contrapartida, através do voo das aves irrompem o frescor da brisa, as cores e perfumes das plantas, o sol e a lua e transformaram o sabor dos ingredientes do caldeirão de sentimento, estimulando a energia num conjugado de magia – instrospecção – sensibilidade,  Desta forma, concentro-me e atravesso um dia de cada vez, como uma aventura, uma experiência que recompensa.

Se você fizesse este balanço dos sentimentos, quais os ingredientes que tem posto ou colocaria no seu caldeirão de sentimento?

Grata por sua vinda sempre bem-vinda

Norma Emiliano

Comments

  • Valéria C
    Responder

    Belo seu texto querida! Inspirador e Poético!!!
    Setembro + nova idade + tempos de pandemia tudo isso nos faz ficar introspectivos, os sentimentos à flor da pele, uma mistura de emoções…
    Que a gente viva cada dia saboreando esse dia, com o que ele trouxer, mas tentando sempre dar um colorido especial, com boas energias e vibrações!
    Beijinhos
    Valéria

  • taislc
    Responder

    Gosto muito de Marina Colasanti assim como de seu marido, o grande poeta Afonso Romano de Sant’Anna.
    Sua crônica é ótima, e não fugimos das reflexões da nossa vida, seja dos nossos problemas, sejam dos problemas que nos atingem todos os dias por ‘N’ problemas que moram no nosso país e que atingem todos de cheio!! Tá um horror.
    Bom fim de semana e a emenda do feriadão!!
    beijo

  • toninhobira
    Responder

    Uma pandemia que balançou o mundo veio como elemento de reflexão de todos os nossos sentimentos. Vimos e ouvimos coisas do arco da velha e assim sobrevivendo, fomos nos adaptando e retificando nossos olhares em meio à tristeza de ver o quanto o ser humano é falho, vazio e até perverso. Melhoramos internamente e ganhamos como ser espiritual, que para e pensa e refaz os passos neste viver um dia por vez, na pratica de desapegar de sentimentos bobos e até incabíveis. Um caldeirão de coisas boas ainda que seja difícil, persistência, resignação, esperanças e determinação.
    Um bom fim de semana com paz e alegria Norma.
    Ótima sua provocação neste olhara para dentro.
    Beijo amiga e viva.

  • rudynalva
    Responder

    Norma!
    Seja em qual mês for, meu caldeirão está sempre carregado de sentimentos bons e positivos.

    Parabéns pelo seu aniversário! Felicidade e tudo que há de melhor nessa vida.
    cheirinhos
    Rudy

  • Edite Mendes Lima Balbo
    Responder

    Bons sentimentos e outros nem tão bons. Nos fomos tempos está difícil manter esse equilíbrio. Mas todos somam para nosso crescimento espiritual e emocional. A vida é um constante aprendizado.

  • Ane
    Responder

    Hum…seria muito bom colocar no caldeirão só bons sentimentos, mas infelizmente, já falei até lá no blog, eu vivo num turbilhão deles o dia todo e nem todos são bons. Só espero conseguir que pelo menos a maioria deles seja… Então vc é virginiana! Meu pai fazia aniversário dia 07 de setembro.

    Beijos nas bochechas!
    Ane

  • Fá menor
    Responder

    Seguir um dia atrás do outro, o mais normal possível, sem fobias nem exageros de qualquer espécie, é o que tento sempre fazer.

    Bom mês de Setembro!
    Beijos.

  • Ailime
    Responder

    Boa tarde Norma,
    Uma excelente reflexão para meditar.
    No caldeirão colocaria tudo o que fosse positivo e deixaria de fora meus medos e ansiedades.
    Os dias não têm sido nada fáceis. Falta o convívio e a retoma das atividades que prenchiam meu tempo e minha cabeça.
    Beijinhos e feliz setembro.
    Ailime

  • Marli Soares Borges
    Responder

    Olá Norma!
    Gostei da reflexão.
    Marina Colasanti é um arraso, gosto muito da forma como ela escreve, da sua prosa poética, de seu estilo intenso e verdadeiro.

    Agora vamos ao caldeirão!
    Para fazer o fogo eu “incendiaria” todos os sentimentos ruins, aqueles que me engasgam e me tiram o entusiasmo. Dentro do caldeirão, eu faria uma sopa deliciosa e temperaria com os melhores sentimentos, aqueles que sempre tornam meus dias mais felizes.
    Bjs
    Marli

  • verena
    Responder

    Procuraria colocar no caldeirão somente sentimentos bons como: coragem, alegria, entusiasmo. Iria degustar a minha sopa com prazer, Norma
    Linda a sua reflexiva postagem.
    Que Setembro te traga boas novas.
    Beijinho
    Verena.

  • chica
    Responder

    Linda reflexão,Norma! Todos temos sentimentos pra num caldeirão colocar… Faria uma sopa bem boa com os bons e os medos, tristezas, deixaria de lado, mesmo sabendo que todos foram importantes até para a “sopa final” degustar!Feliz SETEMBRO! bjs, chica

Sua visita e comentários são muito significativos. Volte sempre.

%d blogueiros gostam disto: