Meu ser poético

“Às vezes tudo se ilumina de uma intensa irrealidade, e é como se agora este pobre, este único, este efêmero minuto do mundo estivesse pintado numa tela, sempre…” Mario Quintana

Há quem diga que nada é por acaso. De acordo com Ricahrd Bach, “não existe a sorte. Há um significado por detrás de cada pequeno ato. Talvez não possa ser visto com clareza imediatamente, mas sê-lo-á antes que se passe muito tempo”. Para Henfil, “enquanto acreditarmos em nossos sonhos, nada será por acaso”.

Com estas citações articulos dois poemas que fiz recentemente:

Quando

Não há  encontro ocasional
Na espera há o desejo atemporal
De um porto para ancorar
Os sonhos em nuvens a vicejar.

Toques de amor
Em plumas de algodão
Acolhem noites calorosas
Em laços estrelares

Raios solares
Iluminam os amanheceres
Esperanças que se renovam
Do encontro acontecer.

Desejos

O desejo nem sempre se realiza
Ondula- se como as marés
Que seduzidas pelas areias
Deixa-se ali ficar.

Ventos sopram 
E as areias se movimentam
Reavivando os sonhos
Reacendo chamas,

Caminhos de realizações.

Norma Emiliano

“A palavra é metade de quem fala, metade de quem ouve”. Michel Montaigne

O que mais lhe tocou em tudo que leu?

Grata por sua visita sempre bem=vinda.

Os comentários estarão visíveis após a mosderação.

Comments

  • chica
    Responder

    Ambas poesias lindas e muito bem inspiradas! Cada vez mais ! beijos,linda semana! chica

  • R y k @ r d o
    Responder

    Poemas encantadores, fascinantes de ler
    .
    Saudações poéticas
    .
    Pensamentos e Devaneios Poéticos
    .

  • toninhobira
    Responder

    Belos momentos da poesia Norma.
    Tenho um encanto especial por estes raios solares matinais, que me despertam a esperança Norma, poetiza-lo é acender esta chama, a mesma chama que acelera os desejos aqui em analogia aos movimentos das aguas marinhas em Desejos, Estes fragmentos me tocam.
    Belo trabalho deste momento poético.
    Feliz semana com leveza e poesia nos olhos.
    Beijo e paz.

  • Ailime
    Responder

    Boa tarde Norma,
    Dois magníficos poemas em que destaco a última estrofe de cada um.
    Esperanças que se renovam e sonhos que se reavivam.
    Beijinhos e continuação de boa semana.
    Ailime

  • Rosélia Bezerra
    Responder

    Olá, querida amiga Norma!
    Enquanto crermos em nossos sonhos, o mundo está colorido de alguma cor mais alegre.
    Feliz dia do amigo!
    Beijinhos

  • Verena
    Responder

    Belíssimo o seu poetar que me encanta, Norma.
    Tenha uma tarde abençoada.
    Beijinhos
    Verena.

  • Marilene
    Responder

    São ambos belos, Norma. Sonhos e esperança norteiam nossas vidas. Bjs.

  • rudynalva
    Responder

    nORMA!
    Amo sua inspirações.
    O que mais me tocou:
    “O desejo nem sempre se realiza
    Ondula- se como as marés
    Que seduzidas pelas areias
    Deixa-se ali ficar.”
    cheirinhos
    Rudy

  • Cassia Zanini Giansante
    Responder

    Norma, a correlação dos dois poemas é perfeita. O que me toca é que o desejo da realização pode depender de um encontro ocasional e de uma espera temporal. Lindo, lindo

  • Maria
    Responder

    Belíssimos poemas.
    Que as esperanças e sonhos sempre se renovem.
    Beijos

  • Ana Freire
    Responder

    Belíssimas suas escolhas e seu poema, Norma! Nunca nada é por acaso, de facto… cada momento é o veiculo preciso que nos encaminha para as circunstâncias seguintes… que nos desvendam sempre novos caminhos…
    Beijinhos
    Ana

Grata por sua visita sempre bem-vinda.

%d blogueiros gostam disto: