Pensamento

Foto

“Não escondas, ó homem, teu rosto atrás da aba do teu chapéu. Verte a tua dor em palavras, porque a dor que não se externa grita no íntimo até que o coração desfalece.””Shakespeare. Fonte: Instantes de Reflexão – Felicidade. p.38

Quando li este pensamento me reportei como aconteceu literalmente o desejo que sair de mim e alçar voos por mares antes não navegáveis. Encontrei na prosa poética e, principalmente, na poesia, o transbordamento da visão do mundo, dos sentimentos e emoções. Bailado da criação imersa nos fios que se conectam para além do consciente.

Assim, deixo aqui para nossas trocas frutíferas, a pergunta:

Como a frase escrita por Shakespeare lhe tocou?

Grata por sua visita sempre bem-vinda.

Norma Emiliano

Comments

  • taislc
    Responder

    A vida quando dividida com outros, de nossa amizade e confiança, dá leveza à bagagem que estamos levando. Ninguém é tão autossuficiente para fazer essa caminhada sozinho! Dividir alegrias e tristezas é muito saudável, mas muito importante é saber escolher para quem…
    Uma feliz semana, Norma!
    bjs

  • Norma Emiliano
    Responder

    Sim Tais não vivemos sem nossos elos, somos interdependentes. Caminhar solitário não condiz com a essência humana, mas com disse muito bem as escolhas são decisivas.

  • Rosélia Bezerra
    Responder

    “Verte a tua dor em palavras, ”

    Boa noite de paz, querida amiga Norma!
    Quando a boca fala, a poesia fala por nós.
    É uma resposta para minha maneira de viver.
    Nem precisamos abrir a boca, o coração fala por nós.
    Como ocorreu com você e nos enleva.
    Tenha dias abençoados!
    Beijinhos com carinho de gratidão

  • chica
    Responder

    Linda frase escolhoida,Norma! Pra mim significou o lembrete de assumir, não esconder dores e sentimentos que nos machucam… Melhor quando desabafamos, nem que seja escrevendo!

    LINDO! Ótimo dia! beijos, chica

  • Ailime
    Responder

    Boa tarde Norma,
    Um pensamento muito sábio e bem verdadeiro.
    Devemos exteriorizar nossas dores, senão sufocamos.
    Beijinhos,
    Ailime

  • toninhobira
    Responder

    Porque não chorar quando se morre de desgosto?
    Como não sentir um gritar se a corda aperta o pescoço?
    Um bom fim de tarde Norma e feliz seja a noite de paz e poesia.
    Beijo amiga.

  • Calu
    Responder

    Há palavras e há momentos que se fundem com precisão onde um reflete o outro e os dois legendam os sentimentos e as ações.

    Vibrando em teu olhar, nascem os poemas que escreves.
    Bjnhs, amiga poetisa.

    Carmen

Sua visita e comentários são muito significativos. Volte sempre.

%d blogueiros gostam disto: