Uma metáfora

PORTA

A porta

O homem está lá, desafiado pela grande porta.

Com alguma dificuldade, descobre a fechadura e se percebe com a chave à mão.

Tenta, tenta, combinando as partes, e aos poucos a trave vai cedendo, a fechadura funciona e a porta se abre.

Dentro há inúmeras portas, cada qual com uma fechadura diferente. Todas devem ser abertas, mas só há uma única chave. É preciso ajustá-la às fechaduras. Para tanto o homem necessita usar sua maleta de ferramentas. Lapida aqui, acrescenta ali, endireita acolá até que a resistência se dobre e a chave libere a porta.

Em cada porta que se abre o fenômeno se repete: várias outras portas interpõem-se ao caminhante, num permanente desafio.

Muitas vezes a fechadura emperra, a chave não é adequada, as ferramentas não ajudam, o ambiente é sufocante e o homem desespera. A vontade é acomodar-se, mas não há outra alternativa inteligente; é vital prosseguir tentando.

Esse o destino humano: abrir portas, conquistar ambientes, transpondo fechaduras com uma única e frágil chave, até a porta final, que se escancara ao infinito.

Do Livro: Visão e Parábolas (esgotado na editora)
Francisco Gomes de Matos
Editora Campus

Hoje é dia do trabalhador-

Minhas homenagens

“O prazer no trabalho aperfeiçoa a obra.” Aristóteles

Grata por sua visita

Norma Emiliano

Imagem Net

 

 

 

Comments

  • chica
    Responder

    Que linda e tão verdadeira reflexão sobre a porta…Gostei muito! Lindo e feliz feriado! beijos, chica

  • Roselia Bezerra
    Responder

    Boa tarde de paz, querida amiga Norma!
    Uma metáfora bem real comparada aos desafios que vamos enfrentando…
    Sempre ter uma chave reserva para uma eventual necessidade. Não se pode desistir de abrir a porta que se necessita.
    Excelente mensagem!
    Tenha dias felizes!
    Bjm carinhoso e fraterno de paz e bem

  • Ailime
    Responder

    Boa tarde Norma,
    Uma história muito interessante e reflexiva.
    Devemos persistir não desistindo nunca. Ter força, sempre , e ir adiante para alcançar os objetivos.
    Beijinhos,
    Ailime

  • toninhobira
    Responder

    Boa esta partilha Norma, creio já ter lido.
    O drama sempre presente com a chave na mão, o querer abrir sem a devida determinação é pura frustração que o homem alimenta. É preciso, estar atento a tudo à sua volta.e assim poderá abrir a porta, que vai dar num lugar chamado esperança, realização, mas sabemos quão difícil.
    Uma bela metáfora amiga.
    Grato Norma pela bela partilha, que faz reflexão.
    Beijo e feliz fim de semana,

  • debbyacacio
    Responder

    Várias são as portas que fazem parte de nosso dia a dia e da vida em si. E quanto mais estreita for mas trabalhosa e compensadora é a reforma intima que temos que passar para “passar’ por ela.
    Belo texto.
    bjs
    Debby

  • Calu
    Responder

    Claríssima metáfora de perfeito reflexo: apenas uma chave( indivíduo) infinitas portas( a vida e seus permanentes desafios- o caminho)__ a cada transposição os aprendizados (pra alguns) , somam reformas íntimas.
    Partilha maravilhosa, Norma.
    Bjo e boa semana.

    Carmen

Sua visita e comentários são muito significativos. Volte sempre.

Get Adobe Flash player
%d blogueiros gostam disto: