Uma Imagem-Um conto- setembro

“Floral” Original pintado com a boca e o pé por Maria Goret Chagas

Em continuidade a série que iniciei para contemplar as imagens do calendário de reproduções de pinturas originais realizadas com a boca ou pés, com nome dos pintores, trago minha nona inspiração com o mês de setembro, cujo o conto denominei:

Apesar de

A nova estação se aproximava, e o movimento do cotidiano já revelava a expectativa imperante. Anualmente, setembro era aguardado com muita euforia.

Helena e Mauro tinham seus dois filhos residindo no exterior e que se programavam anualmente para visitar os pais com seus filhos.

O casal dividia as tarefas para facilitar a acomodação deles por quinze dias. Renovavam a casa e abasteciam a despensa de tudo que seria necessário. A casa tinha um lindo jardim onde cultivavam belas flores e estas também faziam parte do planejamento.

Tudo conforme tinham planejado, mas o inesperado ocorreu. Nos primeiros dias do mês receberam a ligação do filho mais novo  avisando que não poderiam mais viajar.  Uma emergência na empresa que trabalhava  não lhe permitiria cumprir o planejado.

Enfim, Helena e Mauro não se deixaram abater e mantiveram o bom-humor para receber a família do primogênito, que foi recebido com o carinho de sempre,  no ambiente perfumado pelas belas flores que ladeavam a entrada da casa.

À noite da chegada, no carramanchão do jardim,  reuniram se para brindar e por a conversa em dia. Surpreendentemente ,uma ligação do outro filho, os uniu momentaneamente.

“Uma das coisas que aprendi é que se deve viver apesar de. Apesar de, se deve comer. Apesar de, se deve amar. Apesar de, se deve morrer. Inclusive muitas vezes é o próprio apesar de que nos empurra para a frente. Clarice Lispector

Grata por sua visita

Norma Emiliano

Comments

  • Ana Freire
    Responder

    Um maravilhoso conto, com uma inspiradora mensagem!
    Tudo é transitório nesta vida… e as contrariedades também… mas às vezes, no calor do momento, nem sempre nos lembramos de tal… pois apesar de tudo… a vida sempre prossegue, de uma ou outra forma…
    Beijinhos
    Ana

  • Ailime
    Responder

    Boa tarde Norma,
    Lindo seu conto !
    Apesar de…., a festa de família se efetuou e o outro filho acabou por estar presente por telefone.
    Adorei sua inspiração.
    Deixei agora a minha aqui
    https://ailime-sinais.blogspot.com/2021/09/uma-imagem-um-conto-setembro.html#comment-form
    Biejinhos,
    Ailime

  • Valéria C
    Responder

    Lindíssima, sua inspiração, Norma!
    Com certeza, a vida é assim…sempre haverão os “apesar de” e a nós, cabe, seguir vivendo…tentando o mais possível manter a alegria, deixando cada dia florescer e ser bem vivido.
    Beijinhos
    Valéria

  • toninhobira
    Responder

    Bom dia Norma.
    O link amiga esqueci de trazer.
    Beijo,

    https://toninhobira.blogspot.com/2021/09/mensageiro-da-luz.html

  • Anete
    Responder

    Uma inspiração linda e com muitas lições.
    Beijão e boa semana.
    Participando: https://anebloganete.blogspot.com/

  • Graça Pires
    Responder

    Um conto muito bem narrado e com a emoção certa, Gostei muito de ler. Foi bonita a sua inspiração.
    Uma boa semana com muita saúde.
    Um beijo.

  • toninhobira
    Responder

    Oi Norma, mas uma imagem e um belo conto de sua inspiração nestas fantásticas produções recebidas e que trás para nos inspirar. Muito bom seu Apesar de que tem profundidade em cada momento desta vida. Apesar de a vida vir em ondas, havemos de surfar com arte e beleza, porque as estações se multiplicam e em cada uma , vivemos uma nova emoção.
    Levo a imagem para criar algo.
    Um bom domingo de paz e alegria.
    Beijo amiga.

  • Marli Soares Borges
    Responder

    Que lindo conto, Norma!
    Apesar de… a vida acontece. E vamos que vamos.
    Parabéns pelo conto.

    O dia em que as flores desapareceram

  • verena
    Responder

    Apesar de que a vida, por vezes, não é fácil temos inúmeros motivos para nos alegrar. Basta querer enxergar.
    Lindo o seu conto, Norma
    Tenha uma boa noite e bom descanso.
    Beijinhos
    Verena
    https://interagindocomosbichinhos.blogspot.com/2021/09/uma-imagem-um-conto-setembro.html

  • Rosélia Bezerra
    Responder

    Boa tardinha de sábado, querida amiga Norma!
    Receber os filhos é algo inigualável.
    As flores se tornam eles mesmos que deixam um rastro perfumado até a volta.
    Hoje, há uma semana que estive floridamente feliz.
    Adoro o pensamento de Clarice:
    Apesar de… Se deve AMAR.
    Lindo conto e amo sua série.
    Deixo meu link e meu carinho:
    https://flordocampo3.blogspot.com/2021/09/deslumbre-floral.html
    Tenha um final de semana abençoado!
    Beijinhos com carinho de gratidão

  • chica
    Responder

    Que lindo teu conto,Norma e tão bom quando mesmo após imprevistos acontecerem,as flores mesmo assim, fizeram parte da alegria de Helena e Mauro. Adorei! Trago a minha participação:

    https://duascabecase.blogspot.com/2021/09/traumas-e-flores.html

    beijos, chica, lindo fds!

  • Fê blue bird
    Responder

    Apesar dos pesares, a vida deve ser apreciada, e sobretudo agradecer a bênção de estarmos vivos.
    Lindo conto, com o toque final perfeito de de Clarice Lispector.

    Um beijinho, Norma.

Sua visita e comentários são muito significativos. Volte sempre.

%d blogueiros gostam disto: