Presença

22007656_740488886134683_8005983851194093528_n

O que lhe faz presente?
Presente de si
Presente para outro.
Quais seriam as marcas
que lhe tracejam a vida
e que lhe impulsionam
a caminhar na direção
dos seus desejos e realizações?
Perguntas potentes
Perguntas profundas
Que chega as entranhas
e grita pela luz
que só poderá vir
das escuridões das cavernas
do seu interior.

Norma Emiliano

*

Jung denominou a personalidade de psique, sendo o ego (“eu” ) centro da consciência que fornece continuidade e identidade à personalidade, e Persona (máscara) é o termo utilizado por ele para designar os muitos papéis sociais que desempenhamos para interagir com o mundo, desenvolvendo-se desde os primeiros anos de vida.

Em  sua teoria no  inconsciente encontram-se um reservatório de emoções sombrias e desejos primitivos e perversos e também a fonte de criatividade e elo inexorável entre o homem primitivo e o contemporâneo. Para tal, dividiu o inconsciente em pessoal e coletivo.  Neste sentido, as características ou comportamentos que são considerados indesejados e os aspectos instintivos são reprimidos no inconsciente pessoal, e formam o que Jung chamou de sombra que, localizada no inconsciente, continua exercendo sua influência no campo da consciência.

A psicologia de Jung  indica a busca de si mesmo e este “Si Mesmo” é o Self. Psiquicamente, a busca maior do homem é o Self, anseio humano de unidade, que propicia:

  • Aumento da consciência
  • Aumento da percepção de tudo
  • Melhor e compreensão da vida.

Assim sendo,  individuação  é  este processo de desenvolvimento da personalidade  em direção à consciência plena de todos os seus aspectos.

“Se cada dia caí,

dentro de cada noite há um  poço

onde a claridade está presa.

Há  que sentar-se na beira

do poço da sombra

e pescar luz caída

com paciência.”

Pablo Neruda

Norma Emiliano

JUNG, Carl Gustav. O eu e o inconsciente. Petrópolis: Vozes, 1987.

Comments

  • chica
    Responder

    Adorei a poesia de Neruda, o texto idem.Mas devo dizer que tua poesia ficou linda, profunda e fala exatamente o que deve acontecer…Essa luz, deve vir de dentro de nós… bjs, linda semana,chica

  • Roselia Bezerra
    Responder

    Olá,querida amgia Norma!
    O autoconhecimento me abriu clarões na imensa escuridão onde vivia no passado…
    Seja feliz e abençoada!
    Bjm de paz e bem,

  • toninhobira
    Responder

    Interessante Norma esta condição presença e a área sombreada de nosso ser em busca dos caminhos num verdadeiro emaranhado no encontro da luz, que orienta todas nossas emoções e direções. Sua poesia inspira neste processo no lapidar cada ação que nos permita explorar a mente.conscientes ou mesmo inconscientes numa verdadeira pescaria de paciência da luz direcional de nossas mais sólidas ações, como define Neruda no poema ilustrativo.
    Uma semana maravilhosa sob a luz.
    Bjs.

  • Élys
    Responder

    Bonita a poesia de Neruda , mas apreciei muito o seu poema e o texto.
    A Luz creio, deve ser buscada no âmago do nosso coração.
    Um abraço. Élys.

  • Anete
    Responder

    Um post muito bom para trazer luz à alma. Precisamos nos conhecer e reconhecer a nossa essência. Nossos pensamentos, sentimentos, reações e atitudes pedem revelações e direções seguras.
    A psicologia é uma ciência linda!
    Um abraço grande

  • Ailime
    Responder

    Boa tarde Norma,
    Poemas lindos e uma reflexão profunda para atentar bem!
    Obrigada por falar do assunto.
    Beijinhos e bom fim de semana,
    Ailime

Sua visita e comentários são muito significativos. Volte sempre.

Get Adobe Flash player
%d blogueiros gostam disto: