Expressão da vida

 Claudia_Olivos_-_Chile

Claudia Olivos, pintora chilena

 

“Deus criou o homem e enquanto este encontrava-se em sono profundo teria tomado uma costela e criado Eva”. Gênesis 2:18, 20-24

 

Ao perguntar-lhe em que posso ajudá-la posso perceber seu constrangimento. Olhos baixos, braços abandonados ao longo do tronco. Seu rosto pálido é emoldurado pela cabeleira vasta e escura.  Levanta lentamente os olhos e fala, quase em sussurro, que esta muito mal. Soube há poucos dias que está com uma doença crônica e sente a sua vida desmoronando.

No cotidiano profissional encontro o objeto de trabalho no ser humano. No cotidiano relacional de cada indivíduo, os personagens constroem histórias que expressam a vida humana.  De pessoa à pessoa uma questão, várias emoções e vários cenários. De peça em peça monto o quebra-cabeça que desvela a humanidade.

A evolução humana se deu com a tentativa do Homem compreender e manipular o mundo à sua volta. A cada problema colocado pela natureza, ele respondeu com inteligência e criatividade. Isto o possibilitou de desenvolver a tecnologia e a ciência.

O homem é um ser eminentemente social. É um ser histórico e racional.  Faz conexão de idéias, faz ligação dos pensamentos e conclui através destas conexões. Mas, esta racionalidade muitas vezes não lhe traz o melhor. Segundo Freud, “os seres humanos são criaturas boas e gentis, mas que também são maus e agressivos dependendo da vantagem ou do prazer que cada uma dessas duas características lhes confere. São dotados de pulsões, estímulos naturais da psique, que desencadeiam a resposta que dão ao mundo, procurando alívio para as pressões a que estão sujeito em seu cotidiano”.

É o homem quem faz a sua história e utiliza- se da história do passado.  No cotidiano profissional, no contato com o sofrimento, angústias, conflitos, insatisfações, etc. percorre-se a linha da vida de cada pessoa. Neste traçado, fatos significativos trançam a trama que por muitas vezes paralisam o desenrolar natural das histórias do indivíduo. O ser pensante perde-se em suas emoções quando estas o remetem ao passado.  Passado, presente e futuro se entrelaçam na construção da sua história que se define com o que cada um faz em função dos seus sentimentos. No embate das duas forças, emoção e razão, o indivíduo traça seu caminho.

Ampliar a visão sobre o indivíduo e suas questões nos remete as suas interações primárias, a forma como ele lida consigo e com os outros além dos seus familiares. No entrelaço das relações contextualizamos a questão, penetramos no universo pessoal e encontramos recursos que possam favorecer reconstrução da história.

A vida apresentada através da palavra, a vida percebida nas interações familiares, traz a riqueza contida na evolução da espécie, traz a imperfeição humana e a necessidade de um olhar que privilegie a interdependência de todos os elementos que a compõem. Um processo terapêutico que enfatize a saúde ao invés de reforçar a doença.

Em cada indivíduo uma história, em cada indivíduo a humanidade, em cada indivíduo as conquistas e fracassos, as alegrias e dores, enfim todas as etapas da vida que seguem em sua evolução.

Norma Emiliano

Comments

Sua visita e comentários são muito significativos. Volte sempre.

Get Adobe Flash player
%d blogueiros gostam disto: