Comunicacão/casal

comunicação-casal

 “Cada um fala como quem é”. Fernão de Oliveira (1536)

 

A língua  é um código desenvolvido que nos permite transmitir ideias, pensamentos e interagirmos. O ser humano no uso da língua modifica-a, mas também ativa os significados que já estão inseridos no sistema cultural de cada sociedade.

As línguas são fenômenos inerentes ao ser humano. As palavras são formas comunicacionais. No entanto, há que se observar que são carregadas das subjetividades e, portanto, são oriundas de percepções e interpretações únicas. A linguagem é “um espelho fidedigno” do ser humano.

A comunicação ineficaz é um problema constantemente encontrado em  casais que, na tentativa de resolverem seus problemas no diálogo,  acabam guerreando. A comunicação envolve um falar e o outro ouvir, e vice-versa, contudo este  elemento da vida de todas as pessoas adquire fatores peculiares quando se trata de casal.

Os conflitos pessoais não resolvidos projetam- se na relação e acionam na interação do casal alguns comportamentos denominados de gatilhos ( crítica, a exigência, o acúmulo de aborrecimentos e mágoas e a rejeição) e  as conversas terminam em discussão. As consequência vão se refletir no bem-estar físico e emocional dos cônjuges e dos filho.

A terapia de casal é indicada  quando constata-se um sofrimento  referente especificamente ao casal e com uma queixa focada nos problemas do casal.

A terapia familiar sistêmica enfatiza a mudança no sistema familiar e conjugal pela reorganização da comunicação entre os membros. Seu objetivo  é levar o casal a um equilíbrio livre e flexível, liberta-los de posturas rígidas, da repetição do padrão relacional disfuncional. O compromisso da terapia é com a promoção da saúde emocional dos membros do casal e consequentemente dos demais membros.

Norma Emiliano

 

Comments

  • Ritinha
    Responder

    Ufa!!!
    Ainda bem que mantemos acesa a chama do diálogo sempre!
    bjs
    Ritinha

  • chica
    Responder

    Puxa, essa imagem foi forte! mas, pelo visto tem muitos assim. Vemos nos restaurantes , por exemplo e sempre nos chama a atenção esse fato. O desligamento em relação ao outro. triste realidade.

    Deixam de curtir momentos que poderiam ser tão legais! beijos,chica

  • Beth Q.
    Responder

    Também já presenciei casais, geralmente jovens, agindo assim e é preocupante, delineando um futuro incerto.
    Mas, já vi também, casais de meia idade, jantando sem se falarem, apenas olhando pra comida e as coisas à volta, o que demonstra que já não se interessam pela vida conjugal.
    Se eles conseguirem enxergar este erro, a terapia será excelente ajuda, mas o problema é que nem sempre enxergam e aí, o relacionamento vai pro ralo.
    beijos cariocas

  • Astrid Annabelle
    Responder

    Minha querida Norma, isto é um fato.
    Outro dia presenciei uma cena bem assim. Um jovem casal, passeando na beira do mar, e cada qual ligado no seu celular, provavelmente no FB. A vista espetacular, o próprio mar, era algo a parte… fiquei pensando: como isso é possível?
    Falta total de amor…só pode ser.
    Enfim, são os tempos, dizem os mais conformados….
    Eu hein!!!!!
    Beijão

  • Toninho
    Responder

    Esta postagem esta sensacional Norma que compartilho na rede.
    Que sirva para uma profunda reflexão da relação,pois que cada dia as coisas caminham para uma desagregação.
    Grato pela partilha.
    Um abração amiga.
    Bjo.

Sua visita e comentários são muito significativos. Volte sempre.

%d blogueiros gostam disto: