Como será o amanhã?

 

 

mal_educado

 

Imagem WEB

 

Cenas cotidianas me inquietam em relação ao futuro do nosso país. Se hoje estamos horrorizados com o mau comportamento, como será o porvir?  As crianças e os jovens que constituirão as bases do futuro em diversos papéis serão exemplos de educação e ética.

As atitudes atuais que presenciamos mostram o desrespeito nos espaços coletivos. São muitas as situações principalmente nos cinemas em que sacos de pipocas e copos são deixados sobre os assentos; pessoas que chutam cadeiras e falam ao telefone atrapalhando a exibição do filme. Por outro lado, nos ônibus o empurra – empurra sem respeito, nem mesmo às pessoas idosas; nas ruas o trânsito e o pedestre se igualam em relação à pressa desrespeitando sinais; nas calçadas, lixos são lançados ao chão, pessoas com seus cachorros tomam todo o espaço como se a calçada lhes pertencesse. Querer levar vantagem é o lema que impregna os comportamentos. Exemplos políticos de corrupção não nos faltam.  São tênues as fronteiras entre a civilização e a barbárie.

Quanto às crianças, elas são rapidamente colocadas por seus pais diante de uma série de responsabilidades em várias frentes de estudos, preparando-se para as futuras competições do mercado, sem pouco lazer e possibilidade de gastar suas energias. Assim, em sua maioria, mostram-se ansiosas, irritadas, atropelam as pessoas nas calçadas e nos corredores dos shoppings.

 O desenvolvimento tecnológico e científico não é suficiente para melhorar a vida.  Gestos e ações são as bases para uma convivência política harmônica e um viver com menos violência e sofrimento.

É significativo que na relação de autoridade os pais sejam reconhecidos como pessoas que detêm conhecimentos legítimos e necessários ao pleno desenvolvimento das novas gerações. 

 A educação passa pela transmissão do conhecimento, mas essencialmente, pelo exemplo ético e moral e urge que se enfatize convívio social.

Norma Emiliano

Comments

  • josé cláudio – Cacá
    Responder

    O que eu vejo Norma, é que a geração que está educando agora é que é a transmissora dessa irritação, dessa impaciência, desse corre-corre louco pelo consumo e pelo sucesso a qualquer preço. Dificilmente a próxima geração vai ser mais educada e cordata, já que sequer tem tempo para reflexões. Tudo acontece diante de uma máquina. Meu abraço. paz e bem.

  • Norma Emiliano
    Responder

    Caca
    É as crianças são reflexos dos pais, e se não houver um corte neste ciclo como serão os frutos de nova geração?

  • chica
    Responder

    Nem dá pra imaginar, pois vemos cada uma já nas crianças pequninhas…Pais que tem medo deles, não dão os limites… Assim, só Deus sabe!!! beijos,chica

  • Élys
    Responder

    Os pais em sua maioria estão preocupados em dar um numero maior de conhecimentos em detrimento da boa educação, que se baseia no respeito e na fraternidade.
    Beijos.

  • Valéria
    Responder

    Oi Norma!
    A geração de pais que educam hoje, nossa geração enche os filhos de atividades para fugir de sua responsabilidade e vivem uma inversão de valores que são passados para seus filhos e isto me assusta muito também. Você já percebeu o inferno que é morar em apartamentos,crianças sem educação aos montes, sujando, gritando, sem limites e triste de quem for falar, os pais são capazes de matar! Os exemplos que recebem de quebra de leis e de regras,noooosa este sim é o fim do mundo… rsrsrs

  • Yasmine Lemos
    Responder

    O reflexo é de uma sociedade corrompida pela ânsia em ter que construir bens materiais, consumismo desenfreado e a criança fica no meio desta guerra inconsequente.Sei que está cada dia mais dificil e os que vierem , lamento por eles e pobre de nós.
    beijos
    bom dia

  • Sonia Beth
    Responder

    Oi Norma, estive pensando nesta dicotomia entre educação e instrução e surgiu figura do Diagrama do Taijutso que representa o Ying e Yang. Acredito que educação não se aprende na escola e tem um locus especifico: o lar.Nem todo educado é instruído e vice-versa. Mas, em algum momento , Educação e Instrução se encontram em um ponto de intersecção , como representado no diagrama.

    Estive conversando com alguns pais cujos filhos se encontram em escolas tradicionalíssimas (mensalidades altíssimas) e fiquei observando o perigo que existe quando se delega a educação para a escola.

    beijocas amiga e obrigada por visitar o Astros e Estrelas . Vamos continuar regando as flores, não?

  • Ana Karla Misturação-Misturão
    Responder

    Eu não tenho nem o que comentar.
    É isso e isso mesmo.
    A educação, cada vez mais, é menos.
    Xeros

  • Toninho
    Responder

    Se não for pelos pais, não posso crer na mudança desta situação. O espelho e a referencia que é preciso em sintonia.Mas há que se reeducar os pais, por isso estamos cada vez mais afastados do objetivo. A reflexão é importante de como inserir os pais neste processo delegado às escolas e creches.Há um repensar continuo e fundo de nossas responsbilidades conscientes de formação de homens e cidadãos. Excelente tema Norma. Um abração.

  • C.
    Responder

    Acho os pais sao ainda mais responsáveis que a sociedade… a escola… mas, duvido eles “creditam” à eles a carga toda…

  • Lis
    Responder

    oi Norma
    Essa é uma preocupação de alguns pais responsáveis – como será o amanhã dos nossos jovens ?
    Pelo andar da carruagem nao temos muitas esperanças e isso é bem triste.
    Voce disse bem há uma corrida para o futuro e os pais desavisados ocupam os filhos com uma série de atividades pra deixá-los ocupados, como se isso fosse salvá-los de tudo de ruim que os ronda.Nem sempre é por aí.
    Necessário se faz refletir Norma, parabéns pelo tema .
    deixo um abraço

  • Macá
    Responder

    Norma
    Eu fico pasma cada vez que vejo uma coisa dessas. E pessoas jogando coisas de dentro do carro em plena rua? E olha que às vezes é um super carrão. Papéis, latinhas. Mas o que incomoda mesmo é a falta de educação com as pessoas mais velhas. Nossa, eu fico p… da vida. Onde isso vai parar?
    bjs

Grata por sua visita sempre bem-vinda.

%d blogueiros gostam disto: