Você pergunta – 23

 

Eu respondo

 

Este post faz parte de um projeto, assim sendo dirijo-me a pessoa responsável pela pergunta, mas de forma a trazer informações para outras pessoas que se interessarem em ler.

 

Minha filha está morando em um pensionato. O dono do pensionato pegou 4 meninas fumando maconha e avisou os pais delas.Uma dessas meninas divide o quarto com minha filha. A mãe dessa colega de quarto veio furiosa e revirou todo o quarto da filha no pensionato, inclusive as roupas e coisas da minha filha, pois ela divide o quarto justo com essa menina. Eu não desconfio da minha filha. Mas, como  devemos lidar com esse assunto de drogas quando eles já são maiores e acontece um evento assim? Tem alguma orientação que possa dar para os pais?

 

 

É frequente a preocupação dos pais com a influência de bebidas alcoólicas  e de drogas sobre os seus filhos, principalmente, nos adolescentes, que  sentem necessidade  do pertencimento ao grupo de iguais.

O acesso ao álcool e as drogas está cada vez mais fácil para os jovens, no entanto a questão maior está no desejo. Muitos podem experimentar sem ficarem dependentes, outros abusam com riscos para sua saúde e outros tornam-se dependentes.

Dentre os principais motivos encontram-se, no exemplo dos pais,  na curiosidade, em ser aceito no grupo,  em conseguir status, nos problemas emocionais  e na  fuga de problemas.

Alguns fatores são considerados como preventivos.

–  a qualidade dos vínculos familiares;

– a qualidade do diálogo entre pais e filhos;

– valorização pelos pais  das conquistas dos filhos;

– a conversa dos pais com  os filhos definindo suas posições diante das drogas e álcool;

-a  conversa dos pais sobre saúde e segurança, estabelecimento de regras claras para os comportamentos sociais;

– apoio dos  pais em relação a aquisição de autonomia dos filhos;

– os pais conhecerem os amigos dos filhos e os seus pais;

– educação em que esteja presente a autoridade e o afeto.

As influências externas predominam quando os jovens têm algum tipo de problema (sentem-se pouco amados,  sem atrativos, etc.)

Se o problema estiver instalado  é importante que os pais ou responsáveis procurem  informações e ajuda especializada.

Norma Emiliano

Comments

  • anne lieri
    Responder

    Bom dia,Norma! Um tema bem atual e já anotei as orientações tb! Vim agradecer a pelo bolo que me enviou pelo meu niver e dizer que é muito bom ter a sua amizade! Vou postar lá no Menina! bjs,

  • chica
    Responder

    Tema bem forte e infelizmente tão preocupante nos dias de hoje. Tu falaste e aconselhaste muito bem essa mãe !

    beijos,chica

Sua visita e comentários são muito significativos. Volte sempre.

%d blogueiros gostam disto: