Você pergunta – 19

Eu respondo

Este post faz parte de um projeto, assim sendo dirijo-me a pessoa responsável pela pergunta, mas de forma a trazer reflexão para outras pessoas que se interessarem em ler.

Minha filha de 17 anos está fazendo cursinho para prestar geologia. Ela estuda dia,noite,fins de semana e estou preocupada,porque no ultimo simulado ela não foi bem e ficou muito desestimulada,se sentindo incapaz para concorrer a essa profissão,com a auto estima lá embaixo.Converso muito com ela e não fico cobrando,pelo contrário, sempre a elogio, procuro motivar, mas santo de casa não faz milagre. O que devo fazer?

Hoje, a dificuldade para se passar no vestibular aumentou. Há realmente a necessidade de se estudar muito e confiar no que está fazendo. No entanto, é necessário que haja formas de prazer para compensar os esforços.

Por outro lado, a questão da auto-estima baixa atrapalha, pois estudar com insegurança tende ao enfraquecimento da cognição.
Eu atendi clinicamente (consultório), uma jovem que já prestara vestibular pela quarta  vez, o conhecimento era muito bom de todas as matérias, mas a ansiedade a atrapalhava. Tivemos um ano de atendimento com sucesso no vestibular.

Penso que  os jovens estão enfrentando muito cedo esta responsabilidade da escolha da profissão e, ainda no oitavo período já se cobram excelentes resultados, ainda prematuros.

Nós, enquanto, mães, temos que apoiar  (ouvir) e não interferir, pois passa como cobranças.

Norma Emiliano

Comments

  • Socorro Melo
    Responder

    Olá, Norma!

    A gama de informações e de exigências é tão grande atualmente, que mesmo que os pais não cobrem, as circunstâncias cobram. Prestar vestibular hoje, é um verdadeiro martírio. Admiro os jovens esforçados que encaram este desafio, porém, precisam, como você disse, compensar este esforço com atividades relaxantes e prazerosas, e não se cobrarem tanto.

    Beijo, beijo
    Socorro Melo

  • Mary
    Responder

    No começo deste ano passei por isso, resolvi fazer faculdade aos 44 anos, isso com meus filhos cursando já.
    foi dificil, estava a tempos fora de uma escola, tive que ter paciência e principalmente confiar em mim mesma, estudei com afinco, mas não ultrapassei meus limites, passei e hoje curso o curso que sempre quis, estou adorando, valeu a pena.
    Beijos bom final de semana

  • Toninho
    Responder

    Quem passou por esta peneira sabe o quanto é dificil o controle nas proximidades do vestibular. Sente-se uma cobrança interna grande bem como se sente na situação de provar aos que nos cercam,como vizinhos e colegas em geral. Concordo com Norma sobre a imaturidade quando já se enfrenta o vestibular e ocorre que muitos, ainda que passem pela peneira, durante o curso percebem que não era o que queria.Isto é ainda pior. A familia deve dar o apoio e fazer com que a pessoa consiga se relaxar no periodo. No meu caso pessoal meu filho de jornalista,fisioterapeuta acabou por prestar vestibular para Ciencia de Computação,eu como engenheiro em nenhum momento lhe falei de fazer engenharia. Se bem que notava nele um desligamento para matematica e fisica e isto talvez tenha feito com que eu não o estimulasse para esta carreira.Então é preciso até isso, os pais ou um profissional descobrir, que carreira há aptidão do vestibulando, os ditos testes vocacionais, sob o risco de todo esforço no vestibular não dar em nada.

    Meu carinhoso abraço Norma, gosto desta série.
    Bjo.

  • chica
    Responder

    È uma época complicada e nela, quanto mais carinho e confinça forem passados,melhor! beijos,chica

  • Valéria
    Responder

    Oi Norma!
    A ansiedade misturada a uma baixa auto-estima são dois complicadores nesta situação. Acho que cabe às pessoas mais próximas irem desmistificando o mito do ter que passar na primeira vez e fazer com que este processo não seja tão doloroso. Quando a própria pessoa se cobra, fica delicado. Estar perto, acompanhar com atenção e carinho sem nenhuma cobrança, incentivando a buscar uma distração é fundamental.
    Beijinhos!

Sua visita e comentários são muito significativos. Volte sempre.

%d blogueiros gostam disto: