União

 união

Arte Africana- Google Imagem

 

Desejo que todos estejam presentes, pois assim nos manteremos unidos. Nesta afirmativa o desejo de união está presente.

Nos dicionários encontramos os diversos sentidos das palavras. No processo civilizatório, os vocábulos fazem parte da história e sofrem transformações. Em se tratando da comunicação, do cotidiano relacional, as palavras vêm carregadas de sentidos que são frutos das histórias, das experiências de cada pessoa e da cultura em que está inserida. Há inúmeros conteúdos que fazem parte da comunicação não falada e que se constituem em fortes cargas emocionais  que interferem nas interpretações dos ouvintes.

No seu sentido primordial, nos dicionários a palavra união do latin unione  significa: ato ou efeito de unir; junção, união de duas ou mais coisas ou pessoas; adesão;contacto; acordo; pacto; aliança; casamento; concórdia; confederação. Contudo, não há muita clareza do indivíduo quando atribui à palavra união o seu desejo de estreitar os vínculos. Estarem todos num mesmo contexto não resulta necessariamente em se estar unido, pois os problemas inter e intrapessoais vão estar presentes e serão expressos nas atitudes pessoais e relacionais e podem gerar desavenças ao invés de fortificar os vínculos.

Ao longo dos tempos, a família vem sofrendo modificações em sua estrutura e funções. Hoje, sua principal função é a afetividade. Portanto, é na convivência familiar que as pessoas são impulsionadas a desenvolver a afetividade e a solidariedade, o desejo de ajudar pessoas.  No entanto, em alguns eventos ou situações o desejo da união frustra- se pois surgem as rivalidades, as diferenças, competições etc.

O universo pessoal é singular e a comunicação expressa a complexidade do ser humano, e, consequentemente, muitos conflitos relacionais têm na comunicação seu principal ponto de entrave.

 Normalmente, não se atribui a devida importância ao sentido das palavras (conotações singulares) e podem surgir mágoas, afastando as pessoas No contexto terapêutico a palavra união, dentre muitas outras, ao ser entendida a partir de cada indivíduo, possibilita ampliar a visão sobre questões cronificadas nas relações interpessoais. Tentar compreender o outro, saber como ele pensa, sente e percebe as situações; estar revendo e ampliando a percepção que se tem de si próprio propicia   a autodescoberta.

A compreensão de si mesmo e do outro é o primeiro passo para abertura do canal de comunicação e de se traçar um projeto pessoal e/ou relacional de mudanças necessárias para o alcance de uma melhor saúde mental, relacional e de qualidade de vida.

Norma

Comments

  • Sonia Beth
    Responder

    Olá Norma,

    “Ao longo dos tempos, a família vem sofrendo modificações em sua estrutura e funções. Hoje, sua principal função é a afetividade. Portanto, é na convivência familiar que as pessoas são impulsionadas a desenvolver a afetividade e a solidariedade..”

    Fiquei pensando nesta frase e fiquei pensando : seria um desafio?
    beijocas

  • Norma Emiliano
    Responder

    Olá Sonia

    È na convivência familiar que nos formamos em quem somos e afeto e solidariedade são apreendidas nas interações. Portanto, é um desafio que está contido na dança separar e juntar ou seja, olhar para si (responsabilidades pessoais) e para o outros (em suas diferenças). A familia pode estar próxima com afeto, mas não impedir o desenvolvimento pessoal de cada um dos seus membros. Ser solidário não significa abrir mão de si mesmo.

  • Glorinha L de Lion
    Responder

    Oi Norma, pode estar parecendo má vontade minha, mas o blogger não aceita um blog que não seja dele…então não consigo linkar seu blog na minha lista de participantes da blogagem….sinto muito…porque vc não faz um novo blog no blogger? Só assim é que daria… Beijinho

Sua visita e comentários são muito significativos. Volte sempre.

Get Adobe Flash player
%d blogueiros gostam disto: