em-funcao-das-condicoes-as-cores-do-arco-iris-podem-ser-mais-ou-menos-vivas-e-mais-ou-menos-nitidas_5159_w620

Meu recomeçar

20/09 I O que dizer dos 68 anos vividos De uma estrada construída E permeada de curvas de muitas Expectativas, esperanças, sonhos E realizações? II Que houve encontros, desejos, Alegrias e dores. Acertos e enganos,  Perdas e ganhos. Pois assim é esta viagem. Traçada em elos. III Trago uma bagagem de muitos afetos, De boas […]

1469830_444325719005349_2038450150_n

Poetando com

Mia Couto   Fomos deixando de escutar     “Me entristece o quanto fomos deixando de escutar. Deixamos de escutar as vozes que são diferentes, os silêncios que são diversos. E deixamos de escutar não porque nos rodeasse o silêncio. Ficamos surdos pelo excesso de palavras, ficamos autistas pelo excesso de informação. A natureza converteu-se […]

gossip

Uma reflexão

  Com quem queremos estar?   Viver com o coletivo não é simples. A quem atender: as suas demandas ou as demandas dos outros? O bom seria o meio termo, mas há posturas e decisões que se você “vacila” não consegue o seu intento. Assim sendo, há momentos que se é inconveniente. Quem se afasta […]

1achim 2

Imaginação

  Vamos a mais um desafio proposto nos dias, 5, 15 e 25 de cada mês pela Chica  que traz uma imagem para que nossos neurônios se ativem.     Participei da leitura de um livro “A cura pela imaginação” e esta imagem sugerida pela amiga me permitiu  um voo necessário a cruel realidade do […]

080304200858-large

Poetando com

Wanderlino Teixeira Poema da manhã sem tarde “Em tudo a impermanência: nos amores contingenciais, na vida efêmera das flores. Em tudo a ausência do constante, quando até o instante se transforma naquilo que já não é. Nada se abriga sob teto consistente, nada se obriga, nada se pauta no amanhã. Vive-se o presente da manhã […]

reflexoes-da-vida11

Poetando

Em  conta- gotas   Desperta! Olhe quem o espera Seus raios emanam calor e aconchego de um corpo amoroso sempre a lhe enlaçar Na vida em momentos de falta O que era menosprezado Toma seu vulto real de importância Tudo em nós é tecido em perfeita sintonia Oh! magia da vida. Num simples lampejo Do […]

feto 9meses106

Poetando com

Mia Couto Escritor moçambicano nascido em Beira, em 1955, Espiral No oculto do ventre, o feto se explica como o Homem: em si mesmo enrolado para caber no que ainda vai ser. Corpo ansiando ser barco, água sonhando dormir, colo em si mesmo encontrado. Na espiral do feto, o novelo do afecto ensaia o seu […]

solelua0

Luz na escuridão

  No azul do céu infinito Brilha o sol  cobrindo o espaço As pessoas buscam  sua luz E o coração se reluz Na noite o brilho da  lua Linda, redonda, soberba no espaço A sua volta muitas nuvens Nuvens correndo no espaço No meu coração, ora  surge o sol Aquecendo a  minh’ alma Ora  soberba […]

Get Adobe Flash player