Série Como me reconheço – 4

A amiga Aillime  nos convida caminhar por sua viagem interior, seus desafios e conquistas, sua forma de ser e estar no mundo.

si-mesmo (1)

Como me reconheço? 

Sou uma pessoa que ao longo da vida tem tentado superar as suas carências da primeira infância, suas limitações, suas inseguranças. Não tem sido um processo fácil ao longo dos anos. Ainda hoje reconheço o quanto estou longe de estar liberta de alguns estigmas.

No entanto tentei sempre compreender os fatos e isto me ajudou a sublimar essas dificuldades.

Ao constituir família e com o nascimento dos meus filhos a minha vida estabilizou emocionalmente. Recebia amor e o mais importante eu me entreguei de alma e coração amando estes seres que vieram preencher o vazio afetivo da minha vida.

Com o decorrer dos anos na minha entrega aos outros fui verificando como isso contribuía para que me sentisse mais fortalecida e feliz.

No entanto tive que vencer muitos reveses, muitos fantasmas que, por vezes, nublavam a minha vida.

Nunca me dei por vencida e como tenho muita fé Deus me amparou e ajudou a seguir em frente.

Com o tempo, e aqui o fator idade é muito importante, tornei-me uma pessoa melhor, uma pessoa mais resiliente, mais compreensiva, mais tolerante, mais confiante.

Para ultrapassar obstáculos nada como enfrentá-los.  Este aspecto tem sido um dos meus lemas.

Para finalizar transcrevo o que me define, no perfil dos meus blogues, onde também me reconheço: «sou uma pessoa que tenta viver a vida como ela se apresenta tendo como lema “viver na verdade com lealdade”. Abomino a mentira e as injustiças e anseio por um mundo mais equilibrado, onde a paz e justiça social sejam visíveis, porque adoro o meu semelhante e custa-me cada vez mais assistir ao sofrimento alheio».

Esta sou eu com qualidades e muitos defeitos, mas que ama a vida e tudo o que de belo ela tem para oferecer nas coisas mais simples:  uma flor, um raio de sol, o mar, um prado verde, aves do céu e acima de tudo reconheço-me nos momentos de silêncio que me ofereço e tanto prezo.

Aillime

Ailime

Grata querida amiga, como é significativo olhar para si e confirmar que está dando o seu melhor e que a vida tem tantas belezas que vale nos entregar apesar dos muitos desafios. 

“Só se escreve com intensidade se vivermos intensamente. Não se trata apenas de viver sentimentos mas de ser vivido por sentimentos” Mia Couto

Grata por sua visita e comentários.

Norma Emiliano

 

 

Comments

  • chica
    Responder

    UAU, Ailime! Nada mais certo e verdadeiro do modo como te vejo e aquele que tu descreves em palavras! Te definiste muito bem e me pareces transparente! Quem não passa por reveses? Vida do comercial de TV não existe…Sempre há algum probleminha, mas esses, com fé e sabedoria(outras vezes nem a temos, pois vamos os trambolhões) ultrapassamos! Que sigas assim! Adorei! beijos e parabéns às duas. Norma é um sucesso tua série! chica

  • Valéria Varella
    Responder

    Belo relato Ailime! A vida nem sempre é fácil, mas o importante é o que conseguimos aprender com ela! Bjinhos

  • Anete
    Responder

    Uma participação muito sincera e linda! Ailime é bem assim, corajosa, amável e leal!… Sim, uma mulher de fibra e amiga íntima de Deus…
    O meu abraço, Norma, neste sábado… Outro para a querida Ailime…

  • verena
    Responder

    Queridas Norma e Ailime
    Gostei imenso de saber mais sobre você, Ailime.
    “Viver na verdade com lealdade” é fundamental.
    Deixo aqui um carinhoso abraço para ambas.
    Verena.

  • Ailime
    Responder

    Querida Norma,
    Fiquei muito emocionada ao ler neste momento o meu testemunho nesta série Como me Reconheço.
    Quero agradecer-lhe por ter-me proporcionado esta viagem ao meu eu, assim como o pensamento de Mia Couto que adorei e suas palavras logo no início.
    Agradeço também às nossas amigas que com generosidade já comentaram e a quem porventura ainda venha a comentar.
    Bem-haja a todos.
    Beijinhos com o meu carinho.
    Ailime

  • toninhobira
    Responder

    Uma boa noite Norma e Ailime.
    Muito bom vir e ler um depoimento sincero e profundo do se sentir e saber com falhas e sentimentos que ainda se espanta, mas que luta de unhas e dentes para vence-los e seguir a travessia com graça e sensibilidade aflorada. Sinto a Ailime bem dentro do que ela se define no perfil aqui repetido. Desde que comecei a seguir e ler via Chica como sempre, gostei logo do jeito simples de se apresentar e de seu potencial poético até com as fotografias que compartilha. Foi muito boa esta ideia da Norma que deixa os amigos se mostrarem ainda mais para nós.
    Ailime você vencerá todas as suas barreiras pois de determinou.
    Com carinho meu abraço às duas.
    Beijos para vocês.

  • Roselia Bezerra
    Responder

    Boa noite, querida amigas Norma e Ailime!
    Em primeiro lugar, quero lhes pedir desculpas pela demora em chegar aqui.
    Li cedo, mas fomos para a roça e passamos o dia lá. Além do mais, queria comentar sem pressa como minha doce amiga do merece.
    Interessante que seu relato tem muito a ver com meu dia de hoje… serenidade é o lema!
    O primeiro parágrafo tem muito de mim… é trabalho árduo, de ascese…
    Sublimar o desamor me foi possível também graças ao voluntariado….
    Creio que o mesmo ocorreu com minha amiga.
    Ser mãe também me alegrou o viver e amar meus filhos superou toda dificuldade que tive na vida naquela época.
    Vi que você se superou também pelo fato de ser mãe… magnífico!
    Também me identifiquei contigo nesta relação de espelho no que toca aos “fantasmas cerebrais”… Me dediquei ao estudo de mim para me libertar e, há quase dois anos, pude ser ajudada a superar a um imenso que me dominou décadas. Um verdadeiro milagre, minha amiga querida.
    Somos irmãs de alma, não tenho a menor dúvida, desde sempre.
    A resiliência faz parte de nós duas…
    Cada parágrafo que leio do seu relato, fico feliz por apreciar sua imensa capacidade de superação. Incrível!
    Seu perfil final também me traz empatia.
    Éramos duas maravilhadas andando juntas aí em Portugal. Contemplativa na ação!
    Almas gêmeas ainda que geograficamente distantes…
    Te amo no Amor de Cristo Jesus, amiga.
    Sejam ambas felizes e abençoadas.
    Tenham um excelente fim de semana!
    Parabéns, Norma pela brilhante inspiração!
    Deus a abençoe de forma toda especial.
    Bjm carinhoso e fraterno de paz e bem

  • Norma Emiliano
    Responder

    Finalizo este dia com alegria por observar o crescer de identificações e de fortalecimento que este desnudar da alma nos tem proporcionado. Grata Aillime e todos os que têm diariamente nos prestigiado colaborando com os resultados que almejava.
    Continuamos….

  • Maria Claudete F.H.Batista
    Responder

    Querida amiga como é gratificante sentir que o exposto por você é tão fiel ao que sentimos em relação a sua pessoa! Essa autenticidade é inerente á sua personalidade, parabéns pela exposição valorosa.Obrigada Norma por mais esse momento,!

  • Tatiana Moreira
    Responder

    Através da querida Chica tive o prazer de chegar aqui e me deparar com a riqueza do seu blog e propostas para interação e reflexão. Acho tudo isso fundamental nos dias de hoje!
    Voltarei mais assiduamente para acompanhar e ler as postagens anteriores.
    Um abraço carinhoso

  • Celina Pereira
    Responder

    Ailime, bom dia!
    Estou vendo agora sua participação.
    Nos seus artigos sempre a vejo como pessoa resiliente e que ama a vida, muitas vezes traduzida numa flor, num recanto, numa paisagem.
    Amamos você e seus escritos e cliques sempre feitos com muita arte.

Sua visita e comentários são muito significativos. Volte sempre.

Get Adobe Flash player
%d blogueiros gostam disto: