Sentimentos aprisionados

Uma Imagem- 140 Caracteres, BC às sextas, projeto do blog Devaneios e Desvarios.

Na época anterior ao avanço tecnológico, as cartas eram a forma de se estabelecer interação à distância, mas há outras formas de usar este recurso na atualidade, de forma terapêutica. Neste sentido elaborei minha participação.

Ana escreve  cartas que extravasam seus sentimentos pela distância do marido, que teve que viajar numa longa jornada cujo acesso é difícil.

Veja as demais participação, anime-se, participe.

Grata por sua visita.

Norma Emiliano

Comments

  • roseliadosreisbezerra
    Responder

    Boa noite de bons escritos, querida amiga Norma!
    Linda participação com um vinho real, tenho na família meu Pedrinho com mais de cem cartas numa época onde não havia nada rápido que não fosse um telegrama…
    Acontece o fato contado com que participou.
    Tenha um ótimo final de semana abençoado!.
    Bjm carinhoso e fraterno de paz e bem

  • sonia tolfo
    Responder

    Escrever é um ótimo exercício, passa o tempo,, aperfeiçoa a escrita, e a memória.
    Abraço, bom final de semana!
    Sonia

  • Norma Emiliano
    Responder

    Sonia é também uma prescrição terapêutica que gosto de utilizar.

  • chica
    Responder

    No papel e carta, ela fala das saudades…Linda! beijos,tudo de bom,ótimo fds! chica

  • Ailime
    Responder

    Bom dia Norma,
    Magnífica a sua inspiração e participação.
    Escrever é mesmo terapêutico!
    Um beijinho e ótimo fim de semana.
    Ailime

  • verena
    Responder

    Colocar os sentimentos no papel é excelente terapia.
    Beijinhos
    Verena.

  • Marilene Duarte
    Responder

    As cartas se foram e delas sinto saudades. Essa função terapêutica que usou em sua participação produz excelentes resultados. A partir do momento que damos vida às emoções, convivemos melhor com as ausências. Bjs.

  • bethlilas67Beth
    Responder

    Ahh como era bom receber cartas pelo Correios!
    Elas continham não só letras, mas muito carinho, às vezes uma foto ou lembrancinha, um papel de carta bonito e um elo amoroso com quem nos escrevia e respondíamos.
    Como todos, não faço isso há tempos, mas telefono, mando mensagens virtuais e me comunico agora através da poesia, que tem sido muito gostoso também.
    um abraço

  • Ane
    Responder

    Boa Norma! Lembrei agora de uma colega que também se chama Norma.Escrever é tudo de bom,inclusive pra matar a saudade do amado ausente.Beijos! ✉

  • toninhobira
    Responder

    As cartas que carregavam as emoções pelos caminhos, uma boa lembrança de toda aflição por notícias.
    Perfeito Norma.
    Um bom fim de semana com paz.
    Beijo amiga.

  • Marina
    Responder

    Gostei muito da sua participação, e este uso terapêutico das cartas é excelente!
    Abraços!

Sua visita e comentários são muito significativos. Volte sempre.

Get Adobe Flash player
%d blogueiros gostam disto: