Ressoando com

Sophia de Mello Breyner Andresen

Escritora e poeta “(1919-2004) foi um dos grandes nomes da poesia portuguesa do século XX. Destacou-se como a primeira mulher a receber o Prêmio Camões, em 1999. Com universo temático que abrange ” a infância e a juventude (nos primeiros poemas), o tempo, as coisas, os seres, a religiosidade e a natureza, principalmente, o mar. Sua escrita é marcada pelo lirismo e por uma linguagem intimista. Também é possível perceber a influência da literatura clássica e a aproximação com a tradição grega. ” Fonte

Escolhi alguns de seus poemas referentes ao MAR, que considero um dos meus encantamentos e inspirações, aproveitando que hoje, após 78 dias, fui ver, ouvir e sentir esta maravilha.

 O MAR DOS MEUS OLHOS

"Há mulheres que trazem o mar nos olhos
Não pela cor
Mas pela vastidão da alma
E trazem a poesia nos dedos e nos sorrisos
Ficam para além do tempo
Como se a maré nunca as levasse
Da praia onde foram felizes
Há mulheres que trazem o mar nos olhos
pela grandeza da imensidão da alma
pelo infinito modo como abarcam as coisas e os homens…
Há mulheres que são maré em noites de tardes…
e calma ."
 MAR SONORO

"Mar sonoro, mar sem fundo, mar sem fim.
A tua beleza aumenta quando estamos sós
E tão fundo intimamente a tua voz
Segue o mais secreto bailar do meu sonho.
Que momentos há em que eu suponho
Seres um milagre criado só para mim."
 

MAR

“De todos os cantos do mundo
Amo com um amor mais forte e mais profundo
Aquela praia extasiada e nua,
Onde me uni ao mar, ao vento e à lua.

Cheiro a terra as árvores e o vento
Que a Primavera enche de perfumes
Mas neles só quero e só procuro
A selvagem exalação das ondas
Subindo para os astros como um grito puro.”

Finalizo com uma das minhas inspirações.

Mar

Meu reduto pessoal
e de inspiração
Em plena calmaria
A me sussurrar
Mantenha a calma
Em seu coração.

Grata por sua visita.

Norma Emiliano

Comments

  • roseliadosreisbezerra
    Responder

    Boa tarde de sábado, querida amiga Norma!
    Pode ir, querida? Que beleza!
    Estou na mesma quarentena de 78 hoje e não tenho coragem, confesso.
    Lindos são os poemas da Sophia. Já li alguns pelos inumeros blogs portugueses e os que escolheu são belos .
    Tenha um ótimo final de semana!
    Bjm carinhoso e fraterno de paz e bem

  • Celina Pereira
    Responder

    Boa tarde!
    Brilhante a poetisa Sophia.
    E já estou com muita saudade de ver o mar!

  • chica
    Responder

    Que lindo,Norma! beleza de mar, poesias, inspirações! E estamos juntas EM CASA! beijos, chica, lindo domingo!

  • toninhobira
    Responder

    Uma bela ilustração da sua alegria em rever o mar, ouvi-lo sussurrar e sentir a brisa no rosto como um carinho. Depois tantos dias em real isolamento posso entender esta leveza , que a leva pelos calçadões ainda que com um pouco de medo.
    Ficou lindo o fechamento com sua poesia.
    Um bom domingo de paz e energia nova.
    Beijo

Sua visita e comentários são muito significativos. Volte sempre.

Get Adobe Flash player
%d blogueiros gostam disto: