Sonho de Natal

Manhã de Natal! Três beijos e um sonho. Faz dezesseis anos que você partiu em sua viagem sem volta. Neste dia o sol se pôs, a lua e as estrelas cintilaram no céu, mas em meu ser uma nuvem espessa transbordou em lágrimas. Não mais uma menina indefesa que nem sequer podia imaginar perdê-la, mas uma jovem mulher, mãe de suas netas.

A certeza da perda eterna na manhã seguinte aportou em meu ser que teimava em não querer acordar para a vida sem você (mãe). Entretanto, no suceder dos dias, anos, a sua lembrança querida foi pouco a pouco se transformando numa doce saudade. Em muitos momentos, sua voz, expressões vêm à minha mente. Momentos em que a dor das feridas cotidianas me dilaceram, sua presença em minha mente me faz recordar suas angústias e alegrias e reconheço o quanto tudo é fugaz.

São muitas as lembranças sobre a vida compartilhada. O caminho trilhado conta uma história. Nesta história sinto-me tão próxima e tão distante de você (mãe), viva ou morta, esses momentos se revezam. Quando viva, em minha pequenez de menina, enrolava-me em seu colo quando o medo me acometia. Que medo? Não sei. Era sempre você o meu porto seguro. Na adolescência, ah! Quanta distância! Entre amigos, festas e passeios sua presença era a censura. Todavia, na vida adulta, reencontro-me e vejo em você não meu porto seguro, mas a certeza do aconchego e do pertencimento. Sim, pertencer; fazer parte, sentir-me amada e valorizada.

Hoje, sinto bem- estar em ser a pessoa que sou. Você, mãe, acompanhou muitos dos meus passos, deu-me asas para voar e poder pousar em minhas escolhas. Escolhas nas quais tive que ser responsável pelas conseqüências, tivessem sido elas positivas ou negativas.

Você partiu e deixou comigo o amor que atravessa os tempos, o amor à vida, à humanidade. Em minha história, mãe, você esteve e estará sempre presente e nesta manhã de Natal recebi mais um inesquecível presente, seus três beijos em meu sonho e o sentimento renovado do pertencimento.

Norma Emiliano

Comments

  • Renata Guidinha
    Responder

    Norma, que linda declaração de amor!
    Bjks no coração

  • Roselia Bezerra
    Responder

    Olá, querida amiga Norma
    Quando leio o seu post me reporto, imediatamente, ao meu papai amado e saudoso…
    Já sonhei com ele também e me disse: ” Já não posso mais fazer nada por vc”…
    Ele me amou até o fim…
    Na matéria (no corpo) ele me disse isso como humano mas agora pode muito mais: do Céu, pode interceder por mim e tem feito isso constantemente… tudo mudou pra melhor depois que ele se foi pois ganhei um anjo por mim…
    Seja feliz e abençoada com tanto amor da sua mãe e quem o tem é feliz de verdade…
    Bjm de paz e bem

Sua visita e comentários são muito significativos. Volte sempre.

Get Adobe Flash player
%d blogueiros gostam disto: