Reencontros

casal-de-idosos.jpg

 

O que impulsiona as pessoas a se reencontraram após décadas e se vincularem em nome do amor?

 

Há  histórias que nos fazem refletir sobre como o sentimento de amor se reconecta após tantos anos de separação. Escolhi uma que considerei sui generis  que compartilho para reflexões.

 

“Juntos 75 anos depois do primeiro beijo”.

“Quando Carol Harris estrelou como Bela Adormecida em uma peça de teatro na terceira série, seu par romântico, George Raynes, a beijou com gosto. George fazia o papel do príncipe e tinha acabado de lhe dar seu primeiro beijo. George se mudou de Saint John, no Canadá, para Toronto após o ensino médio, onde se casou e criou uma família. Décadas se passaram e, 61 anos mais tarde, ele perdeu sua esposa.

Em seguida, decidiu revisitar sua antiga cidade e, lá, Carol e George cruzaram caminhos novamente. Os dois se deram bem e rapidamente se tornaram amigos íntimos. Um romance floresceu, e George pediu Carol em casamento em um restaurante de Ontário. Completando seu primeiro beijo de conto de fadas, Carol finalmente encontrou o seu príncipe encantado. Por incrível que pareça, a união só aconteceu 75 anos após esse primeiro beijo”.  Fonte

Imagem Net.

Comments

  • Lucinha
    Responder

    Norma,

    Eu acho lindas essas histórias, e nunca havia lido um caso que aconteceu depois de tantos anos, como a de Carol e George.
    São coisas do coração, e é difícil dar uma opinião formada sobre o caso.
    Que eles sejam feliz para sempre! rs
    Uma linda semana! Abraços

  • Roselia Bezerra
    Responder

    Olá, querida Norma
    Um texto cheio de esperança e positividade onde mostra o reverso do mundo atual tão sem vida e contraditório…
    Feliz Oitava de Páscoa!!!
    Bjm fraterno

  • marilene
    Responder

    É muito difícil esse reencontro e quando ocorre, em meu entendimento, é puramente ocasional. Um único beijo, uma lembrança, não o chama após longos anos. Ele vem do acaso (rss), que para muitos não existe.
    Mas uma história de amor interrompida alimenta a esperança. Nesse caso, creio que ambos, durante toda a vida, o buscam. Bjs.

  • Toninho
    Responder

    Engraçado Norma esta semana estava conversando com um casal de amigos, que viveram esta historia.
    No passado foram namorados ai veio a Marinha ele se foi para o mar. Depois casou-se ela se embrenhou pela universidade, seguindo carreira nesta. Mais tarde ele ficou viúvo e ela perdeu o noivo por morte também e assim numa festa de família, eles selaram o retorno. Portanto vem a ideia de que estava escrito nas estrelas. Este casal mora aqui no meu andar.Interessante não?

    Bela partilha Norma para fustigar a reflexão.
    Será que realmente algumas coisas estão predefinidas?
    Um carinhoso abraço.
    Beijo

  • Ailime
    Responder

    Boa noite Norma, uma história emocionante. Eu penso que as pessoas que vivem uma relação assim, nunca deixaram de se amar e como nada é por acaso tinham que se encontrar de novo no final das suas vidas. O amor vence sempre!
    Beijinhos, Ailime

Sua visita e comentários são muito significativos. Volte sempre.

Get Adobe Flash player
%d blogueiros gostam disto: