“Primavera se abrindo”

 

“Na primavera do ano passado ganhei de uma grande amiga uma planta, prímula, tão misteriosa que no seu mistério está contida a explicação inexplicável de uma presença divina: o segredo do cosmos.
Essa planta , que aparentemente nada tem de singular, é dona do segredo da natureza.
Quando se aproxima a primavera, suas folhas morrem e em lugar delas nascem várias flores fechadas. A cor é roxo-violeta e branco, e mesmo fechadas têm um perfume feminino e masculino que é extremamente estonteador.
O segredo destas flores fechadas é que exatamente no primeiro dia da primavera elas se abrem e se dão ao mundo. Como? Mas como sabe essa modesta planta que a primavera acaba de se iniciar? E as flores se abrem de repente. A gente está sentada perto, olhando distraída, e eis que elas vagarosamente vão se abrindo se entregando à nova estação, sob nossos olhos espantados. E a primavera então se instala. ‘Cresci como a vinha de frutas de agradável odor e minhas flores são frutos de glória e abundância.’ “(Eclesiástico 24:33).

Clarice Lispector

Fonte: Aprendendo a viver (2003) Rocco. Crônicas transcritas do Jornal do Brasil.

Comments

  • chica
    Responder

    Que lindo e faz pensar…beijos,chica

  • Alexandre Mauj Imamura
    Responder

    Adoro Clarice Lispector.
    Bom dia

  • Beth Q.
    Responder

    Eu adoro ver a quantidade de flores que a cada dia nascem nos jardins.
    O meu lá de casa, a cada vez que chego lá, tenho uma surpresa agradável.
    E a prímula é mesmo uma bela flor.
    bjs cariocas

Sua visita e comentários são muito significativos. Volte sempre.

Get Adobe Flash player
%d blogueiros gostam disto: