Poetando com

arvore

Velhas Árvores

Olha estas velhas árvores, mais belas
Do que as árvores moças, mais amigas,
Tanto mais belas quanto mais antigas,
Vencedoras da idade e das procelas…
O homem, a fera e o inseto, à sombra delas
Vivem, livres da fome e de fadigas:
E em seus galhos abrigam-se as cantigas
E os amores das aves tagarelas.
Não choremos, amigo, a mocidade!
Envelheçamos rindo. Envelheçamos
Como as árvores fortes envelhecem,
Na glória de alegria e da bondade,
Agasalhando os pássaros nos ramos,
Dando sombra e consolo aos que padecem!

Olavo Bilac

Ainda ausente, mas nutrindo aos poucos este espaço com uma poesia que em 2015  publiquei.

Grata por sua visita

Comments

  • chica
    Responder

    Poesia linda! A p roveita tuas férias! Bjs,chica

  • Roselia Bezerra
    Responder

    Boa noite de paz, querida amiga Norma!
    Linda poesia! Imagem ilustrativa tambem.
    Aproveite seu descanso. Seus amigos sabem esperar. Fique tranquila, amiga!
    Tenha dias abencoados!
    Bjm carinhoso e fraterno de paz e bem

  • Ailime
    Responder

    Boa noite Norma,
    Um poema muito belo com uma magnífica mensagem.
    Beijinhos e continuação de boas férias.
    Ailime

  • toninhobira
    Responder

    Velhas arvores com o bom Bilacão bom de reler Norma.
    Bonita partilha amiga.
    Bjs e aproveite cada momento de relax para uma recarga perfeita da animação para prosseguir.
    Beijo

Sua visita e comentários são muito significativos. Volte sempre.

Get Adobe Flash player
%d blogueiros gostam disto: