Poetando com

Marcelo Diniz

o-tempo-passa-depressa-2Imagem Net

*

“Depressa, a vida passa, mal se sente
e tudo já parece diferente,
o que doeu um dia hoje dormente,
o amanhã não se lembra do presente;
e mal tudo é passado, o mais recente
recomeça a tecer o recorrente,
a cada rugo tudo é mais ausente,
o tempo foge e sempre leva a gente;
fascina como a infância é inocente,
eterno no vigor do adolescente,
no idoso ainda crepita o sol poente;
fascina como tudo é transparente,
depressa a vida passa e de repente
desfaz-se n’água a face que a ressente.”
*
*
Conheci esta poesia na apresentação de Fred Martins que a musicou.  Ouça  aqui.
Norma Emiliano

Comments

  • chica
    Responder

    Maravilhosa letra e música.Profunda e verdadeiras palavras!Gostei muito! beijos e lindo domingo!chica

  • Gracita
    Responder

    Bom dia Norma
    A poesia é maravilhosa
    Ouvi a musicalização que ficou soberba
    Tenha um domingo feliz
    Beijokas perfumadas

  • Eileen
    Responder

    Hello, pretty poem. I agree you must enjoy life every day. It goes by much too quickly. Happy Sunday, enjoy your new week. Thanks for visiting my post.

  • Marilene
    Responder

    Não conhecia e gostei demais. O poema é muito belo. Bjs.

  • Toninho
    Responder

    Poesia de reflexão perfeita da passagem, da fascinação nesta vida.
    A musica é muito linda nas duas vozes.
    Belíssima partilha Norma neste belo achado.
    Boa e linda semana.
    Beijo

  • Ailime
    Responder

    Boa tarde Norma,
    Que poema lindo! A música é fabulosa e adorei ouvir o duo! Momento musical maravilhoso.
    Um beijinho.
    Ailime

  • Socorro Melo
    Responder

    Olá, Norma!

    … Mas, a esperança nos garante que a vida é transcendente…

    Grande abraço
    Socorro Melo

Sua visita e comentários são muito significativos. Volte sempre.

%d blogueiros gostam disto: