Poetando

“Quando escrevo, tenho que acomodar as nossas várias facetas, a ponto que não tenha que matar uma parte dentro de mim. (…) Afinal, somos muitos e ao mesmo tempo, temos uma singularidade. Somos únicos como indivíduo.” Mia Couto

Penso que todos nós temos um pouco de poeta dentro de nós, eu venho, ao longo do tempo, alimentando em mim esta forma de me expressar. Não me prendo a métrica nem as rimas, deixo as palavras fluirem e nos entrelaços surgem modos de ver e sentir ou novos significados. 

 

Complexidade

Céu encoberto 
Corações comprimidos
Vida de caos. 

Trovões ecoam
Anunciam a tempestade.

A alvorada apaziguada
Mostra  tímidos raios
Entre nuvens, lá está
O sol.

Entre a noite 
E o dia 
O cotidiano 
Transcorre
No caos.
 
As mares se alternam
Ora fortes
Ora fracas
Assim também
É a vida.

Neste balanço
Quem surfa
Se safa.

Quem não nada
Afunda

Quem pensa que
tudo sabe
Está perdido.

Como já dizia Pessoa
“navegar é preciso, 
viver não é preciso”.

Grata por sua visita e/ou comentário.

Norma Emiliano

Comments

  • rudynalva
    Responder

    Norma!
    Lindo demais:
    “Entre a noite
    E o dia
    O cotidiano
    Transcorre
    No caos.”
    cheirinhos
    Rudy

  • Marilene Duarte
    Responder

    Norma, também gosto de libertar palavras sem me preocupar com estilos ou eventuais regras. O que vale nos poemas é o sentir que desperta no leitor. E esse é o critério que me norteia quando leio algo, seja em versos, seja em prosa. Temos que navegar, independente das tempestades que a vida nos apresenta. Algumas complexidades são por nós mesmos geradas. Ficou lindo seu poema! Bjs.

  • Anete
    Responder

    Olá, Norma. Você poetiza muito bem e de maneira clara e profunda.
    Gostei muito do que escreveu sobre a complexidade. Todos precisamos aprender e reaprender a amar, crescer e bem viver.
    Bjs

  • taislc
    Responder

    Poesia livre, também gosto! Brota com força lá do fundo.
    Foste objetiva e verdadeira como sempre.

    “As mares se alternam
    Ora fortes
    Ora fracas
    Assim também
    É a vida.”

    Perfeito!
    Um beijo, uma feliz semana, com saúde e paz!
    Beijos.

  • Diná Fernandes
    Responder

    Boa tardinha querida Norma
    Um belo expressar de sentires e tantas verdades.
    destaco:
    “Quem pensa que
    tudo sabe
    Está perdido.”

    Uma abençoada noite !
    Bjssas

  • Fá menor
    Responder

    Gostei muito. Teminou com chave de ouro! 🙂

    Temos de aprender a surfar estas ondas revoltosas que nos querem submergir.

    Beijinhos.

  • verena
    Responder

    Lindo o seu poetar, Norma
    Gostei imenso.
    Tenha uma abençoada nova semana.
    Um carinhoso abraço
    Verena.

  • Ailime
    Responder

    Bom dia Norma,
    Belo seu poema que exprime seus sentimentos de forma sublime.
    Um beijinho e boa semana.
    Ailime

  • toninhobira
    Responder

    Bom fim de noite poetando Norma, o que realmente lhe absorveu e temos lidos coisas lindas de suas inspirações, aqui com ilustração perfeita. A analogia perfeita neste atravessar sobre as ondas e alcançar a calmaria.
    Gosto deste pensar Mia sobre o a unicidade, do insubstituível e transcendência do ser.
    Uma bela postagem Norma.
    Boa semana leve e alegre com poesia nos olhos.
    Beijo amiga

  • chica
    Responder

    Tu expressas essa arte de poetar muito bem e creio desde muitos anos ela estava escondidinha em ti.Agora aflorou! Lindo! bjs, chica

Sua visita e comentários são muito significativos. Volte sempre.

%d blogueiros gostam disto: