Poetando

coração

Dar/receber

O que é crescer em solidariedade?
O que é crescer em companheirismo?
O que você deseja receber, você dá?
Essas são perguntas que me faço
quando não encontro reciprocidade.

Há quem siga às cegas
olhando para si próprio
E penso onde há orgulho
e vaidades não há mão dupla.

Na realidade nada sei.
Apenas posso
me manter aberta
ao que possa vir
E confiar que em tudo
há uma sabedoria.

Norma Emiliano

Comments

  • misturebasblog
    Responder

    Temos mesmo que confiar em nós, pelo menos, agir com solidariedade, sem nada esperar! Linda poesia! bjs, ótima semana,chica

  • taislc
    Responder

    Há várias maneiras de sermos solidários: uma é resolvendo o problema alheio com dinheiro, seja para que fim for, para sair de buracos o qual empacaram, seja aconselhando, seja ouvindo a pessoa, ou sendo investindo um pouco do nosso tempo em benefício de alguém prestando algum benefício. Isso é ser solidário. E quando você aponta a vaidade, o orgulho, penso também que temos pouco a fazer.

    (…)E penso onde há orgulho
    e vaidades não há mão dupla.

    Vaidade estraga qualquer possibilidade de entrosamento sincero.
    Beijo, Norma! Uma feliz semana.

  • Ailime
    Responder

    Boa tarde Norma,
    Que poema lindo que nos transmite grandes ensinamentos.
    Dar sem nada esperar, o orgulho e a vaidade nos cegam e limitam no nosso agir. Tudo o que recebemos é aprendizado.
    Beijinhos e boa semana.
    Ailime

  • Vera Lúcia Duarte
    Responder

    Olá Norma,
    Bonita música e vídeo. Gosto muito de ouvir Oswaldo Montenegro.
    Linda poesia!
    De fato, cabe o questionamento sobre a reciprocidade quando não estamos recebendo o que desejamos. Colhe-se apenas o que se planta.Há quem cobre, mas nada distribui, e ainda se faz de vítima.
    Quem olha apenas para si próprio é incapaz de entender a lei da reciprocidade.
    Feliz semana!
    Beijo.

  • toninhobira
    Responder

    Um poema com reflexão perfeita sobre a reciprocidade que muitas vezes confunde nossas cabeças. O dar e esperar algum tipo de contrapartida, o se permitir e receber o não permitir.Há uma infinidade sobre como deve ser a reciprocidade, será que pode vir embalada em papeis não transparentes que demoramos a ver? Enfim eu me confundo com esta reciprocidade, mas creio que a gratidão cabe sempre.
    Linda musica de um dos meus preferidos.
    Bjs

Deixe uma resposta para misturebasblog Cancelar resposta

Get Adobe Flash player
%d blogueiros gostam disto: