Pausa

Mais uma breve pausa, contudo aqui a casa é sua. Entre e fique à vontade para ler e/ou reler, comentar, dar sugestões.

“Este é um poema de amor
tão meigo, tão terno, tão teu…
É uma oferenda aos teus momentos
de luta e de brisa e de céu…
E eu,
quero te servir a poesia
numa concha azul do mar
ou numa cesta de flores do campo (…)”
Cora Coralina

ATÉ A VOLTA..

Norma Emiliano

Comments

  • Toninho
    Responder

    Lindo com toda ternura que vem desta Cora amor Coralina.
    Bom descanso Norma.
    Meu abraço e beijo de paz.
    Tudo de bom.

  • Anete
    Responder

    Norma, desejo p vc bons dias de descanso.
    Obrigada pelo carinho no Fragmentos Poéticos.
    Lindo poema de Cora Coralina.
    Muita paz e um abraço.

Sua visita e comentários são muito significativos. Volte sempre.

Get Adobe Flash player
%d blogueiros gostam disto: