O som do silêncio

Olá escuridão, minha velha amiga
Eu vim para conversar contigo novamente
Por causa de uma visão que se aproxima suavemente
Deixou suas sementes enquanto eu estava dormindo
E a visão que foi plantada em meu cérebro
Ainda permaneceEntre o som do silêncio

Em sonhos agitados eu caminho só
Em ruas estreitas de paralelepípedos
Sob a auréola de uma lamparina de rua
Virei meu colarinho para proteger do frio e umidade
Quando meus olhos foram apunhalados pelo lampejo de uma luz de néon
Que rachou a noiteE tocou o som do silêncio

E na luz nua eu vi
Dez mil pessoas talvez mais
Pessoas conversando sem falar
Pessoas ouvindo sem escutar
Pessoas escrevendo canções que vozes jamais compartilharam
Ninguém ousou
Perturbar o som do silêncio

Composição : Paul Simon

Bom final de semana

Comments

  • Astrid Annabelle
    Responder

    Essa música é do nosso tempo lá trás Norma! Gosto muito!
    Hoje tirei o dia para me atualizar em relação aos blogs amigos. Gosto de sentar e ler todos os post com calma e isso eu fiz aqui…matei as saudades e posso lhe dizer que apreciei muito “estar com você”!
    Um beijo grande
    Astrid Annabelle

  • Toninhobira
    Responder

    Que bela postagem Norma, um presente para nossos ouvidos saudosos e silenciosos.Muita generosidade.Amei.Meu abraço de toda paz e sorte.Belo fim de semana a voces. Bju de luz nos seus dias de alegrias.

Sua visita e comentários são muito significativos. Volte sempre.

Get Adobe Flash player
%d blogueiros gostam disto: