O que é essencial?

Vivemos num mundo do consumismo. Contudo, nesta parada obrigatória, vivenciamos situações inéditas e acredito que nos tenham colocado diante do que realmente precisamos para viver com qualidade e bem-estar.

Temos necessidades básicas que podem, de forma geral, serem classificadas em: alimentação, moradia, educação, emprego, segurança, pertencimento e autorrealização. Todavia vivemos em desigualdades sociais. Mas isto gera outro foco de discussão.

Em 2010, participei de uma blogagem coletiva do blog Milasvile sobre Vida simples, com subtemas, sendo um deles lugar. Desta postagem retirei uma frase que considerei significativa – Entre filhos, marido, amigos,  trabalho, livros e música,  a vida transcorria lentamente. Algumas vezes acrescida de uma festa na vizinhança ou bailes na comunidade. Tempo para amar, trabalhar e brincar – A vida no interior não tem muitas opções, mas foi uma fase da família (com crianças pequenas) que encontrávamos paz e alegria para seguirmos em frente.

Refletindo sobre etapas, considero que mudamos nossas prioridades, mas em nenhuma precisamos perder o foco do que é essencial. Nas circunstâncias atuais valorizamos nossa morada, ficar em casa é a ordem para cuidarmos uns dos outros. Em minha casa tenho o que necessito para ultrapassar estes dias. Entretanto, para mim é essencial estar em contato com a natureza, os afetos e as interações. “A essência humana é a interação”. Leonardo Boff

Para sobrevivermos precisamos de alimentos, e alguns objetos, que são essenciais para mim, podem não ser para você, depende do estilo de vida, da rotina do cotidiano. Porém, também comprovamos, atualmente, que o fato do lar ser o ponto de referência, muito do que temos não estão sendo usados.

Então, fica aqui a pergunta, será que vamos rever o que é essencial para vivermos a nossa essência conforme nos aponta o teólogo e filósofo Boff?

Grata por sua visita

Norma Emiliano

Comments

  • Calu
    Responder

    Mesmo não tendo uma resposta categórica a esta pergunta, fico com a impressão que, sim, muitas antigas prioridades serão redimensionadas frente as verdadeiras necessidades para o bem estar.Temos tido tempo quando antes reclamávamos de tê-lo em reduzido aproveitamento.Nossos espaços ganharam ressignificação que silenciosamente abrange nossas percepções. Sim, mudanças ocorrerão na visão de mundo de cada pessoa.

    Bjkas, Norma.
    Carmen

  • chica
    Responder

    Norma, normalmente aqui eu busco o essencial. Não somos de fricotes e esbaldações. Consumistas nada,ainda bem! Usamos, compramos o que precisamos realmente e gastamos em viagens, coisas assim. Mas fico impressionada ao ver nos países que já retomaram, o consumismo fazendo fila pra compras de eletrônicos. Assim, parece nada aprende o mundo! bjs, linda semana,chica

  • roseliadosreisbezerra
    Responder

    Boa tarde de fé e esperança, querida amiga Norma!
    Sabemos bem o quanto somos felizes com um estilo de vida simples, com o somente essencial em todos os níveis para termos qualidade de vida.
    Você disse algo interessante também: “para mim’… Para você pode não ser…
    Pois, para mim, o essencial está sendo viver … se , pelo resto da vida, tiver que abdicar de muita coisa, terei ainda a VIDA.
    A esperança unida a todos cuidados nos farão vencer.
    Não podemos desanimar, amiga.
    Tenha dias abençoados!
    Bjm carinhoso e fraterno

  • toninhobira
    Responder

    Bom fim de noite Norma.
    Interessante este repassar a vida e reolhar para dentro no que importa para seguir. Somos um monte de lembranças que fervilham em nossa mente e muitas nos direcionam para a vida e assim ter um viver mais leve e alegre. Na juventude li um pouco mais Leonardo e gosto de seu posicionamento. Em tempo de isolamento, crê-se em reflexões mais profundas dos seres, no sentido de buscar melhores sentidos para a vida. Um novo homem pode vir desta parada, talvez um pouco mais despojado dos materiais e bem mais solidário. Não creio em mudanças radicais de comportamentos, mas sei estes acontecerão. O deixar para amanhã deve ser repensado no novo ser, que saberá do não conhecimento deste amanhã. Saber o que realmente importa e que o enleva numa perfeita comunicação com os três reinos.
    E a gente vai ver esta manhã já despojados de todas as tralhas, que não nos servem para nada e estaremos mais leves com certeza.
    Uma semana linda para você.
    Beijo amiga.
    Tudo normal no blog

  • Ailime
    Responder

    Boa tarde Norma,
    Um artigo excelente onde me revejo em algumas situações.
    Ter o essencial, (nunca fui habituada a grandes coisas, nem aprecio) e vem-me muitas vezes à mente de como, antigamente, a vida das pessoas era tão limitada, aparentemente, mas feliz. Estou a recordar-me da vida na aldeia.
    O contato com a natureza estava a fazer-me muita falta e neste momento, com autorização do Governo, já podemos podemos desfrutar de momentos ao ar livre.
    Um beijinho e uma boa semana.
    Ailime

  • Dinasouza
    Responder

    Bom dia Norma,
    Um artigo oportuno e reflexivo, eu também me enquadro em situações idênticas, sou dada à simplicidade, não consumo supérfluo, nada que vá além do necessário, sou feliz com minha realidade, No momento o que me faz falta é o contato pessoal com os familiares e amigos e curtir a natureza. Aqui as praias estão policiadas. No mais, aguardar aquele desejado momento : liberdade de ir e vir.
    Obrigada pela partilha querida.
    Bom dia e bom final semana.

    Bjs e flores!

  • RUDYNALVA CORREIA SOARES
    Responder

    NORMA!
    Boff foi preciso e precisamos reencontrar o que nos é essencial, principalmente nesse momento onde a pandemia nos priva de liberdade e possivelmentte, da vida, portanto, temos de vivê-la intensamente e carregada de essência.
    cheirinhos
    Rudy

Sua visita e comentários são muito significativos. Volte sempre.

Get Adobe Flash player
%d blogueiros gostam disto: