O inconsciente

tesouro-escondido-no-campo

Segundo Freud, pai da psicanálise, o psiquismo é formado por estruturas denominadas: id, ego e superego, sendo organizadas no consciente e/ou no inconsciente (1996). Para ele, o homem  é dominado por seus desejos e pulsões, originados pelos instintos primitivos localizadas no Id, de forma inconsciente (pessoal). Entretanto,  para Jung (1998), criador da psicologia analítica,  o inconsciente é caracterizado em duas camadas: O inconsciente pessoal, onde fica depositado todo material que já foi consciente, porém foi esquecido ou reprimido e o inconsciente coletivo,  uma área mais profunda da psique, que se remete à infância através de restos das vidas dos antepassados. Desta forma, o inconsciente, em sua concepção  consiste no mundo escondido, desconhecido de cada indivíduo.

Assim sendo, “estar em processo de psicoterapia é ir muito mais além daquilo que é visível e palpável.”James Hollis (1998) é a possibilidade de uma renovação da atitude, de poder SER .

Um baú de tesouros
 
Cada um e todos
têm um tesouro
oculto e vedado
que se compõe
de pedras brutas
e preciosas.
*
Nele estão depositados
tudo que é negado,
o difícil de se olhar
*
Repentinamente, uma pedra
se desprende e reluz.
Uma clareira se abre
e os olhos d’alma vê.
*
Com esta beleza
surgem outras
formando um novo contorno
*
Um sopro areja
E as pedras se soltam
e a consciência
se expande…
E o SER cresce
em si mesmo.
Norma Emiliano
 

Referencias

FREUD, Sigmund. Edição Standard Brasileira das obras Psicológicas completas de Sigmund Freud. Vol.1. Editora Imago. Rio de Janeiro,1996.

HOLLIS, James. Os pantanais da alma – Nova vida em lugares sombrios. Coleção Amor e Psique, Ed. Paulus. 1998

JUNG, C.G. A dinâmica do inconsciente. 3ª ed. Ed. Vozes.Petrópolis,1998

Imagem google

Grata por sua visita

Comments

  • roseliabezerra
    Responder

    Boa Tardinha, querida amiga Norma!
    Quanto mais o tempo passa, mais o tesouro vai ficando livre de amarras…
    Nossas pérolas o embelezam ainda mais.
    Deus a abençoe muito!
    Bjm carinhoso e fraterno de paz e bem

  • Maria Luiza Saes de Rezende
    Responder

    Olá, Norma só sei que minha encefalite auto imune,me levou a lugares absolutamente estranhos e iverossímeis. Ainda me lembro de alguns e me causaram estranhezas! Ainda tomo medicamentos para barrar a doença! Muito estranho nosso inconsciente! Seja o que Deus quiser! Beijos!

  • Ailime
    Responder

    Boa tarde Norma,
    Esta é uma matéria apaixonante que aprecio imenso.
    O seu poema é excepcional.
    Nele resume os tesouros (adorei o termo) que a nossa psique regista.
    Um beijinho.
    Ailime

  • toninhobira
    Responder

    Que bela partilha Norma, As teorias e pensamentos deste mundo estranho e tão oculto, que pode de uma hora para outra aflorar. Penso que somos como as geleiras, que ao longo tempo se desgarrar silenciosamente e ganham forças levando outras pedras até adormecerem e finalizarem nas águas. Uma beleza seu poema nesta inspiração.com esta analogia perfeita das ações e reações do ser.
    Meus aplausos e compartilho.
    Bom fim de semana neste clima de mudança e que nada sabemos além da esperança.
    Meu abraço de paz e luz.
    Beijo amiga.

Sua visita e comentários são muito significativos. Volte sempre.

Get Adobe Flash player
%d blogueiros gostam disto: