Navego

 

Pensando neste meu espaço e na dinâmica que foi criada entre mim e os meus leitores/amigos,  encontrei nas  palavras  de José Saramago aquilo que tenho  buscado  quando abordo qualquer temática  ou faço alguma proposta. Assim, através deste excelente escritor enfatizo que   “o  leitor deve colocar a sua música, interpretar a partitura do texto de um modo muscular, de acordo com a sua respiração e o seu próprio ritmo. “La Vanguardia, Barcelona, Buenos Aires, 10 de Dezembro de 2008

Considero de grande significado  a unicidade que cada um coloca em seus comentário, uma vez que essa constitui a  representação  das subjetividades.

As diferenças pessoais são , na maioria das vezes, a causas dos conflitos interpessoais, mas é o desafio que a vida nos coloca para sairmos do nosso próprio referencial e conhecermos outras formas de pensar, ser e agir.

Vocês, leitores e amigos, emprestam-me diariamente suas lentes, permitem-me uma viagem  constante por mares nunca antes nagáveis. Por isto agradeço a sua presença e a sua disponibilidade de troca. Os afetos me possibilitam criar elos que vão cruzando mares.

Como prova de reconhecimento e agradecimento ofereço a vocês uma bela melódia, pois para que possamos nos encontrar “navegar é  preciso”.

 

 

Os Argonautas
Caetano Veloso

O Barco!
Meu coração não aguenta
Tanta tormenta, alegria
Meu coração não contenta
O dia, o marco, meu coração
O porto, não!…

Navegar é preciso
Viver não é preciso…

O Barco!
Noite no teu, tão bonito
Sorriso solto perdido
Horizonte, madrugada
O riso, o arco da madrugada
O porto, nada!…

Navegar é preciso
Viver não é preciso

Barco!
O automóvel brilhante
O trilho solto, o barulho
Do meu dente em tua veia
O sangue, o charco, barulho lento
O porto, silêncio!…

Navegar é preciso
Viver não é preciso…

 

Norma

 

Comments

  • Valéria
    Responder

    Oi Norma!
    Para mim é um prazer trocar idéias cheias de sentimento com você! A navegar estamos em busca de um sentido para tudo isso que vivemos embora o viver não seja preciso. Belo post!

    Beijo carinhoso!

  • Manu
    Responder

    Que maravilha de texto!
    Gostei muito da canção do Caetano, gosto muito da música brasileira!
    «Navegar é preciso
    Viver não é preciso…» Fernando Pessoa
    Eu considero-me uma cidadã do mundo, minha nacionalidade é o Humanismo…estou sempre a navegar, procurando os outros e ficando feliz de ser achada!

    Beijinhos,
    Manú

  • ROSANE CASTILHOS
    Responder

    BELAS PALAVRAS, LINDA CANÇÃO!
    RECARREGO MINHAS ENERGIAS VINDO AQUI.
    BEIJINHO

  • Smareis
    Responder

    Essa canção do Caetano é linda, e eu adoro. Deixo um beijo, e um desejo de um ótimo fim de semana. Bjs!

  • Roselia Bezerra
    Responder

    Olá, querida
    Navegar é preciso sim… parado é que não dá…
    Estou atarefadíssima com a casa cheia pelas férias de meio de ano… sem tempo pra nada…
    Espero que tenha tido um feliz dia do amigo.
    Bjs de paz

  • Toninhobira
    Responder

    Ah, Norma, como voce é simpatica e acolhedora. Nós é que somos gratos por estas aulas/consultas gratuitas, que voce generosamente nos oferta. Eu tenho comigo,que viver só é valido, nesta troca de idéias e sentimentos, porque é assim que aprendo e sinto uma evolução neste plano.
    Grato pela linda musica.
    Que seja sempre esta linda pessoa. Como diria Gonzaguinha: ” Pessoa é a coisa mais maior de grande” voce é uma destas COISAS.
    Minha terna admiração com um abraço.
    Bju de luz no seu dia.
    Já que estamos de Caetano.
    Muito axé para voce e familia.

Sua visita e comentários são muito significativos. Volte sempre.

Get Adobe Flash player
%d blogueiros gostam disto: