Nas asas do amor

nas-asas-do-falcao

 

Transcrevi algumas mensagens  escritas por autores diversos que nos permitem alçar voos sobre o amor em diferentes épocas.

Início com Osho, filósofo, que em  1968,  foi convidado para palestrar sobre o amor e que exalta o amor a si mesmo.

“A menos que você ame a si mesmo, não pode amar a ninguém mais.”

Olavo Bilac um dos principais poetas nacionais do parnasianismo.

 

Via Láctea

Ora (direis) ouvir estrelas! Certo
Perdeste o senso!” E eu vos direi, no entanto,
Que, para ouvi-las, muita vez desperto
E abro as janelas, pálido de espanto…

E conversamos toda a noite, enquanto
A Via Láctea, como um pálio aberto,
Cintila. E, ao vir do sol, saudoso e em pranto,
Inda as procuro pelo céu deserto.

Direis agora: “Tresloucado amigo!
Que conversas com elas? Que sentido
Tem o que dizem, quando estão contigo?”

E eu vos direi: “Amai para entendê-las!
Pois só quem ama pode ter ouvido
Capaz de ouvir e de entender estrelas.”

Álvares  de Azevedo–  é um poeta típico da segunda fase do Romantismo Brasileiro.

Amemo

“Amemos! Quero de amor
Viver no teu coração!
Sofrer e amar essa dor
Que desmaia de paixão!
Na tu’alma, em teus encantos
E na tua palidez
E nos teus ardentes prantos
Suspirar de languidez!

Quero em teus lábios beber
Os teus amores do céu,
Quero em teu seio morrer
No enlevo do seio teu!
Quero viver d’esperança,
Quero tremer e sentir!
Na tua cheirosa trança
Quero sonhar e dormir!

Vem, anjo, minha donzela,
Minha’alma, meu coração!
Que noite, que noite bela!
Como é doce a viração!
E entre os suspiros do vento
Da noite ao mole frescor,
Quero viver um momento,
Morrer contigo de amor!

Hilda Hilst  é considerada uma das maiores literárias do século XX do Brasil.

Amor

“Que este amor não me cegue nem me siga.
E de mim mesma nunca se aperceba.
Que me exclua de estar sendo perseguida
E do tormento
De só por ele me saber estar sendo.
Que o olhar não se perca nas tulipas
Pois formas tão perfeitas de beleza
Vêm do fulgor das trevas.
E o meu Senhor habita o rutilante escuro
De um suposto de heras em alto muro.
Que este amor só me faça descontente
E farta de fadigas.
E de fragilidades tantas
Eu me faça pequena.
E diminuta e tenra
Como só soem ser aranhas e formigas.
Que este amor só me veja de partida.”

Formas diversas de falar sobre um mesmo tema que nos dão asas à imaginação e para reflexões.

Norma

Comments

  • misturebasblog
    Responder

    Falar de amor sempre é lindo e ver as diversas formas em poesias diferentes, muito legal! Gostei do post! Belas escolhas! bjs,chica

  • Élys
    Responder

    Amor um tema que sempre será inspirador.
    Cada poeta com sua sensibilidade se inspira de uma forma diferente.
    Um abraço.
    Élys.

  • Felisberto N. Junior
    Responder

    a vida está cada vez mais complexa e a cada dia que passa ,os poetas -tal como os citados acima- se veem diante do desafio de escrever e manter viva a chama do amor, dando asas à imaginação e reflexões.Abraços!

  • Gracita
    Responder

    O amor é o tema inspirador dos poetas e cada um na sua genialidade o exprime de forma tocante e bela
    Beijos

  • toninhobira
    Responder

    Norma não existe nada mais lindo do que cantar o amor, falar do amor, viver o amor. Linda seleção de sua parte e ainda fico com Via Láctea que sempre me encantou.
    Grato pela ideia da partilha e assim reler estes belos trabalhos da poesia e do amor.
    Bjs.

    Obs. Gostei da aba das postagens recentes.
    Valeu.

Sua visita e comentários são muito significativos. Volte sempre.

Get Adobe Flash player
%d blogueiros gostam disto: