Mutações

Há momentos na vida que surge o mal estar e  uma crise se instala e,  assim, o indivíduo se vê no

Desalento

07

Os dias passam

Matizados de azul

Ao  som dos pássaros

e dos aviões que cortam

O silêncio fúnebre

Dos olhos combalidos

Da vida.

*

O brilho reluzente

A tudo ilumina

Sem o inundar

Da alma ensimesmada

 De profundas feridas

Que sangram e

Não cicatrizam

*

Triste despertar

Perdido em males

Transmutados pelas dores

Em tela insípida

De um ser desvitalizado.

Contudo, a crise é a oportunidade de se rever e encontrar novas possibilidades.

21740686_733569773493261_586360311665334016_n

Andanças

*

Pés firme
Sentem o solo
Com sua firmeza 
E frescor

*

Passos cambaleantes
Perdem o eixo
No balanço
Dos ventos

*

Subidas e descidas
Nas escadas dos tempos
Que tudo levam
E por vezes varrem

*

Pés descalços
Em rodopios
Em busca
Do sentir o dia a dia
Do poder de recomeçar.

Norma Emiliano

 

Comments

  • chica
    Responder

    Dias de desalento acontecem,mas seguir andando é preciso…Lindo aqui! Belos poemas! bjs, chica

  • AILIME
    Responder

    Boa noite Norma, na verdade há momentos assim, mas há que tentar não nos deixarmos abater mas antes deixar-nos envolver pelas coisas boas da vida, que pode ser apenas olhando uma flor, o céu, o canto das aves.
    Os poemas são magníficos e em sintonia com o texto.
    Beijinhos e continuação de boa semana.
    Ailime

  • Valéria
    Responder

    Crise, com absoluta certeza tem um potencial imenso que pode nos levar a grandes mudanças…o jeito é tentar não se abater, ao menos, não mais que o “necessário” , para que consigamos seguir em frente, abertos ao novo, afinal, a vida é feita de infinitas possibilidades, precisamos tentar nos manter abertos a isso, não é mesmo?
    Belos versos, beijos,
    Valéria

  • Élys
    Responder

    È preciso sempre caminhar sem nunca perder a esperança.
    Um abraço,
    Élys.

  • toninhobira
    Responder

    Em dois belos momentos Norma uma pintura de poética de reflexões perfeitas eu diria que elegante neste destrinchar das mutações que fatalmente todos experimentam e podem reagir. Muito bonito Norma.
    Cada dia mais um voo lindo da poesia de um livro que vai construindo de suas inspirações e sabedoria pela vida.
    Gostei.
    Bjs

Deixe uma resposta para Élys Cancelar resposta

Get Adobe Flash player
%d blogueiros gostam disto: