Marés

45089385_965673850282851_6967176294077300736_n

Uma das minhas constantes contemplações  é o MAR.  Desde que moro em Niterói, tenho  o privilégio de poder avistá-lo diariamente.  Posso também dizer que é uma das minhas inspirações poéticas, que na realidade surgiram do meu contemplar externo e interno.

Ousei!  Estimulada pelos comentários  de amigos queridos da blogosfera  (Toninho e Chica) comecei a escrever poeticamente. Assim,  por aí,  vou colhendo este fruto delicioso que me permite juntar o pensar, o refletir, o sentir nas palavras e na cadência para “poetar”.

Ás vezes fala mansa

na cadência da calmaria

Outras agitada

como urro de dor

ou quem sabe? Alerta!

*

Ondula no compasso

do universo

No encontro sintônico

da perfeição do universo.

*

Compará-la a vida

no humano requer

esforço d’alma.

*

daquele buscar

do encontro harmônico

na imperfeição humana.

Norma Emiliano

Grata por sua visita

 

Comments

  • taislc
    Responder

    E eu gosto muito de seus poemas, Norma, é aquela coisa do dom! Poetar requer uma sensibilidade para dizer tudo com certa altivez, os poetas dizem o que querem com muita elegância
    O mar, a lua, as matas, acredito que seja mais fácil, mas cantar, também, o nosso cotidiano, falar da complexidade do ser humano em poesia, não é fácil… mas poeta consegue, sim.

    Beijo, boa semana!

  • Roselia Bezerra
    Responder

    Boa noite, querida amiga Norma!
    Vejo que ambos amigos em comum emanam só amizade leal e partilham conosco seus saberes em todos os níveis. Sendo assim, sua ‘escola poética ‘ tem a qualidade que nos apresenta pois se aliou ao seu dom que precisava de um “empurrãozinho”…
    Muito bonito e semopre lhe disse que gosto do cunho dos seus poemas.
    Aliás, mar, natureza e flores despertam em mim os mesmos sentimentos poéticos.
    Parabéns aos três amigos MUITO queridos de todos no mundo virtual!
    Unidos, venceremos!
    Adornemos a vida com poesia e teremos uma vida muito mais feliz.
    Deus a abençoe muito!
    Bjm fraterno e carinhoso de paz e bem

  • Chica
    Responder

    Fico muito feliz em ter te dado forca…Desde sempre escreveste muito bem! Adoro o mar e tua poesia ficou nota Dez! Bjs , chica( no aeroporto pra volta!)

  • toninhobira
    Responder

    Na realidade a gente só lhe deu uma alavanca Norma, pois sua sensibilidade sempre nos mostrou uma poesia escondida precisando de asas e quem tem um mar como espelho não tem como não se encantar e entregar-se aos versos livres e enamorados dos movimentos das águas.
    Prossiga neste lindo caminho Norma onde a poesia nos alivia dos tensos momentos dos dias.
    Carinhoso abraço e que a semana flua levemente como seus versos livres.
    Beijo amiga.

  • Majo Dutra
    Responder

    Ousou muito bem… o poema está lindo.
    Também foi o Toninhobira que me me incentivou e hoje participo consigo na sociedade anónima de autores.
    Dias inspirados, Norma.
    Beijos
    ~~~

Sua visita e comentários são muito significativos. Volte sempre.

Get Adobe Flash player
%d blogueiros gostam disto: