Espírito de coletividade

Vivemos na coletividade. Alguns ou muitos não se importam com isto.

Por que há tanta dificuldade para ações que não condizem com o bem-estar coletivo?

A  pandemia escancarou muitos dos problemas que o mundo vem enfretando por causa do individualismo exagerado, da falta do sentido do coletivo.

Assim sendo, até o que era considerado normal,  hoje, tornou-se questionável.

Todas às vezes que estou fora da minha casa, passo por várias pessoas sem máscaras. Ás vezes só, outras tagarelando com outra pessoa, que por sua vez também está sem máscara.  Passam normalmente, por você. Você que se cuide de se distanciar.

Outro fato, este já confirmado o malefício pelos próprios mares, aconteceu em uma das minhas caminhadas. Uma mulher, talvez com uns 35 anos, saiu da praia e veio para a calçada com uma garrafa plástica bebendo água. Quando finalizou virou-se e jogou a na areia e se foi toda faceira, somando a seu mau comportamento, estar sem máscara.  

Há outras situações surpreendentes, e fico grata por nada de pior ter acontecido, por exemplo, estava parada na beira da calçada, esperando  para poder atravessar a rua, quando me sinto empurrada rapidamente para frente. Consigo me equilibrar, viro-me e vejo um homem empurrando um carrinho com alguns colchonetes, cujo tamanho ultrapassava a largura do carrinho. Chamei-lhe a atenção, e o pior nem tinha percebido o ocorrido, pediu desculpas e saiu da calçada estreita, indo para o acostamento da estrada.

Aproveito para me unir  aos pensamentos e orações da blogosfera às amigas  que estão passando por situações de saúde difíceis   para que possam superar suas dificuldades e retornem ao nosso convívio.

Grata pela visita

Norma Emiliano

 

Comments

  • rudynalva
    Responder

    Norma!
    As pessoas parecem que amplificaram o egoísmo e o pensamento de que só eles que valem na vida.
    É preciso pensar no outro, porque o reflexo dele, reverbera em n´so em algum momento.
    cheirinhos
    Rudy

  • Majo Dutra
    Responder

    Também temos muito disso por cá… Alguém que não pertencia ao prédio, usou o elevador sem máscara e colocou-a ao sair do prédio, só porque era obrigatório…
    Tenho muito medo do elevador…
    Que Jesus ajude todos os doentes e as nossas amigas.
    Boa semana e um Março esperançoso. Beijos
    ~~~

  • Ailime
    Responder

    Bom dia Norma,
    Factos que relata bem desagradáveis.
    Temo que na verdade muitos não tenham sensibilidade para ver como estão errados nas várias circunstâncias.
    Há uma grande falta de civismo e de educação no mundo atual e nem com a Pandemia colhem ensinamentos. Uma pena.
    Beijinhos e ótima tarde
    Ailime

  • verena
    Responder

    Infelizmente existem muitas pessoas sem noção, Norma.
    É uma vergonha!
    Vamos que vamos acreditando que dias melhores virão.
    Um beijinho carinhoso
    Verena.

  • toninhobira
    Responder

    Oi Norma, que infeliz experiência no cotidiano de pessoas sem noção, perdidas em seus umbigos e pouco lhes importa o outro, o coletivo. E nós acreditávamos num novo ser após a pandemia, por isso sempre tive um pé atrás sobre este pensamento. Às vezes penso se somos os bobos mascarados, de mãos cheirando a álcool. Pelo menos nos estabelecimentos tenho visto, os sem noção sendo barrados de acesso.
    Unamo-nos em pensamento positivo pelas nossas amigas em tratamentos e pelas inúmeras famílias separadas de seus membros e muitas mutiladas pela morte.
    Uma semana mais leve amiga.
    Beijo
    Feliz março.

  • Calu
    Responder

    Infelizmente, Norma, vemos tais comportamentos inadmissíveis para este tempo que estamos vivendo. Quando é esperado uma consciência de coletividade, o que vemos é um desrespeito ao próximo e ás condições presentes. Pra mim, o aumento dos casos deve-se a muitas festas clandestinas no mês de fevereiro. Ô, lástima!

    Que os céus ouçam nossas preces ! Que nossas amigas recobrem a saúde plena!

    Que março seja Feliz pra nós e toda humanidade!
    Bjão,
    Carmen

  • chica
    Responder

    Bem abordado o tgema,Norma e como tu, fico impressionada ao ver tanta gente negando a gravidade do vírus e levando a vida , olhando apenas para o seu umbigo. falta muito nesse mundo! Credo! E ainda pensávamos que as pessoas mudariam!!! Infelizmente não é o que vemos ! beijos, feliz Março! chica

Sua visita e comentários são muito significativos. Volte sempre.

%d blogueiros gostam disto: