Espelho, espelho meu…

O gosto pelo cuidado comigo mesmo existe desde a puberdade, acho que por influência da minha mãe e avó paterna, que mesmo com simplicidade se percebia (corte de cabelos, roupas limpas e cheirosas).

Contudo, quando fui morar no interior (por 13 anos) comecei a me preocupar com a aparência, maneira de vestir e acessórios, hábito típico das mulheres do local. Gostei e isto ficou inerente a minha personalidade e reforçada pelos elogios que recebia em todos os lugares que frequentava, nada muito especial, mas agradava, principalmente as mulheres.  Futilidade? Não considerei, nem considero assim, mas entendo como amor próprio.

Isto dito, posso relatar um ocorrido que me surpreendeu, mas precisarei contextualizar para um melhor entendimento.  

A pandemia nos distanciou do social e as peças usadas no cotidiano deixaram no armário muito dos vestuários e acessórios. No novo normal, timidamente comecei a utilizar brincos, chapéus, às vezes colar e sapatos e sandálias, de acordo com o vestuário. Mas com o uso das máscaras, não consigo me olhar e gostar do que vejo.

Agora, vamos ao acontecimento inédito: Na ida ao supermercado, após a caminhada, vestida à caráter, de máscara e chapéu de palhinha, dirigi-me a parte da panificação e fui atendida por uma jovem, que ao me entregar o pedido me olhava fixamente e disse: este chapéu caiu muito bem em você. Ou seja, recebi um elogio. Posso afirmar que há quase um ano não ouvia nada neste sentido. Fiquei a pensar, será que algum dia voltarei a me sentir como antes: olhar no espelho e gostar do que vejo?

Mas o meu amor próprio se expande para além do espelho, e a alma vai  em direção do belo do crescimento interior que me acolhe e incentiva neste caminhar…

Adélia, já nos diz “ Erótica é a alma que se diverte, que se perdoa, que ri de si mesma e faz as pazes com sua história.”

 

Grata por sua visita

Norma Emiliano

 

Comments

  • Vall Nunnes
    Responder

    Norma,não me considero vaidosa. Mas gosto de está bem comigo mesma. E os olhares,são uma espécie de feedback.
    Adorei seu jeito de falar sobre os incômodos de precisar de uma máscara para atrapalhar a produção na hora de escolher o que usar.
    Xeru

  • rudynalva
    Responder

    Norma!
    Temos de cuidar do corpo e da alma e nos sentirmos especiais, esse é o verdadeiro amor próprio.
    cheirinhos
    Rudy

  • Ailime
    Responder

    Boa noite Norma,
    Não acho que seja vaidade gostarmos de nos arranjar.
    Faz muito bem em usar as coisas de que gosta se isso a faz sentir-se bem consigo própria.
    Que bom que recebeu o elogio. Prova que ainda há gente que admira o outro e não se acanha em elogiar.
    Beijinhos e saúde.
    Ailime

  • Pedro Luso
    Responder

    Boa noite, Norma, pois é, penso que todos nós, homens e mulheres, passam por uma mudança de hábitos nunca antes imaginado, em razão do confinamento que todos vivemos, para evitar o vírus. Ainda ontem dizia para Taís: ” já estou com saudades de sair para trabalhar usando terno e gravata, como sempre foi meu costume, e aos sábados, domingos e feriados, escolher uma calça jeans, um confortável tênis, sem meias, e uma camisa esporte, bem confortável. Espero que esse tempo possa voltar para mim, para você e para todo o mundo.
    Uma excelente semana pra você, com os cuidados com a saúde.
    Grande abraço.

  • toninhobira
    Responder

    Amor próprio é a base de se sentir feliz de bem com a vida.
    Um elogio é sempre um incentivo neste amor, ainda vindo de uma mulher, torna este mais real e faz rever-se no espelho e gostar do que vê.
    Muito bom Norma este buscar-se e assim poetizar-se belamente impetuosamente sem medo de ser e sentir-se feliz.
    Beijo e que a semana flua leve e alegre.

  • Fá menor
    Responder

    Muito bom!
    Devemos fazer para nos sentirmos bem connosco próprias, para a vida nos sorrir um pouco. Senão o mundo pode ser-nos demasiado cinzento e aí, adeus alegria de viver.

    Beijinhos.

  • chica
    Responder

    Gostei de te ler e como faz bem ao ego um elogio,ainda mais inesperado assi,m! Beleza! bjs, chica

  • verena
    Responder

    Gosto imensamente de ler o que escreves, Norma.
    E você tem razão: Receber um elogio nos faz muito bem.
    Deixo um carinhoso beijinho para você,
    Verena,

Sua visita e comentários são muito significativos. Volte sempre.

%d blogueiros gostam disto: