Criação

“A atividade criadora se apaixona por tudo aquilo que é vida em nós, que é indício do que em nós lateja de mais secreto, e que atinge as raízes do ser”. Luizilá Gonçalves Ferreira.

Luizilá escreveu o ensaio- Lou Andreas Salomé : a paixão viva Fonte

Lou Andreas Salomé (Russa) foi uma escritora, psicanalista e intelectual do século XX, além de ter sido uma grande inspiração para alguns dos homens mais importantes do mundo. Uma mulher que viveu à frente do seu tempo. (1861- 1937)

Lou Andreas Salomé vive a paixão com paixão, manteve uma relação de cumplicidade com a natureza e considera o amor um elemento de produção: “somos a cada instante outros, encontramos no outro cada vez um elemento novo, diferente, desconhecido, misterioso”. Sua busca é incessante . Isto que requer a fruição intensa e incessante de coisas e pessoas que nos cercam, de modo que o mundo exterior em nós penetre e a nós se incorpore.”

A autora do ensaio observa que “mais do que contribuir para a saúde do corpo, a natureza lhe dá saúde mental: dá-lhe respostas de modo harmonioso, fazendo com que se inter-relacionem, de modo harmonioso, corpo e espírito.”

Nas palavras de Lou Andreas Salomé: Fonte

“A vida humana – na verdade, toda a vida – é poesia. Nós a vivemos inconscientemente, dia a dia, fragmento a fragmento, mas, na sua totalidade inviolável, ela nos vive.”

Ouse, ouse… ouse tudo!!

Não tenha necessidade de nada!
Não tente adequar sua vida a modelos,
nem queira você mesmo ser um modelo para ninguém.
Acredite: a vida lhe dará poucos presentes.
Se você quer uma vida, aprenda… a roubá-la!
Ouse, ouse tudo! Seja na vida o que você é, aconteça o que acontecer.
Não defenda nenhum princípio, mas algo de bem mais maravilhoso:
algo que está em nós e que queima como o fogo da vida!! (Fonte)

Seu desejo foi ser cremada e que suas cinzas fossem jogadas no jardim de sua casa, em Gottingen: para que seu corpo pudesse se incorporar à terra e ser transformado em planta e flor. Fonte

Grata por sua visita

Norma Emiliano

Comments

  • rudynalva
    Responder

    Norma!
    Quero ser cremada, acho melhor.
    Importante informação nos proporcionando cnhecimento.
    cheirinhos
    Rudy

  • Valéria C
    Responder

    Uauuuuuu que mulher intensa… adoro pessoas intensas, com um olhar amplo, que sabe perceber que de fato, em tudo há poesia, que a vida é uma super interação poética, por certo! Tudo está interligado a tudo, precisamos aprender a fluir na vida e ousar e ousar…
    Amei conhecer esta autora, inspiradora demais!
    Grata pela delicada partilha, beijinhos e bom sábado, Norma!
    Valéria

  • Anete
    Responder

    De tudo o que li ficou bem marcante o verbo “ousar”! Precisamos nos lançar e experimentar o máximo a vida verdadeiramente. Isso, com um bom alicerce (compreensão do que é viver) e o entendimento de que devemos conhecer o nosso Criador dia após dia, ou seja, a essência da existência, o AMOR.
    Ótima postagem.
    Meu abraço.

  • Marli Soares Borges
    Responder

    Oi, Norma!
    Adorei o poema e adorei saber um pouco mais sobre essa grande mulher. Tudo que eu sabia, foi o que li na biografia de Freud.
    Obrigada pela partilha.
    Bjs Marli

  • Rosélia Bezerra
    Responder

    Acredite: a vida lhe dará poucos presentes.
    Se você quer uma vida, aprenda… a roubá-la!

    Boa noite de paz, querida amiga Norma!
    Gosto muito da matéria que traz para nosso enriquecimento.
    Eu roubei meus momentos de felicidades já que a vida , como recortei acima, dá pouco…
    Gostei muito.
    Tenha um anoitecer abençoado!
    Beijinhos com carinho e gratidão

  • Calu
    Responder

    Uma nutritiva leitura, Norma da qual agradeço a partilha fértil e tocante. Conhecer autoras substanciosas em palavras inspiradoras é um presente.
    “…na verdade, toda vida é poesia!”__ perfeita constatação esta, que nos toma em concordância total.
    Façamos, pois, jus à poesia que há na vida e em nós, como receptáculos dela.
    Viva a Poesia!
    Bjnhs, amiga.
    Carmen

  • Ailime
    Responder

    Boa noite Norma,
    Muito interessante a personalidade de Lou Salomé, que adorei conhecer.
    O seu conceito de vida com a natureza me encantou e com ela me identifico.
    Muito obrigada pela bela partilha.
    Beijinhos,
    Ailime

  • toninhobira
    Responder

    Nos anos 80 andei lendo poetas russos e me encantei.
    O poder da criação é mesmo fantástico indescritível Norma. O doar-se, ousar-se faz este pensar perfeito desta russa escritora Salomé.
    Criar sem pensar no agradar e sim externar todos os sentimentos e se se integra à natureza, há este encanto maravilhoso, que tanto nos inspira em leituras como esta.
    Uma boa noite Norma e grato por mais esta pérola da literatura, que nos faz conhecer.
    Beijo amiga

  • chica
    Responder

    Gostei de conhecer e saber dessa mulher comn tantas veias.
    Linda poesia ,adorei. Ousar é mesmo preciso! Por vezes temos que nos jogar nos sonhos…Lindo! beijos, ótimo dia! chica

Sua visita e comentários são muito significativos. Volte sempre.

%d blogueiros gostam disto: