Como encontrar o equilíbrio?


Maternidade

Para o bem estar, para estar feliz.

Nunca se relacionara  bem com a mãe, mas sempre desejou ser mãe e teve o primeiro filho. Mas com a maternidade não se reconheceu mais. Sua alegria, disposição diminuíram sensivelmente. Sente-se num casulo, estranha, apenas o filho lhe dá motivação.

O nascimento foi traumático, passou situações de muita aflição com vários problemas de saúde da criança que a consumiam; até a amamentação foi sofrida, mas persistiu até ser considerado o momento do desmame.

Agora, o filho está com 5 anos e continua sem vitalidade, como se tivesse perdido a si mesmo. Encontra-se num caos existencial.

Quem sou?o que me faz feliz? O que posso fazer ? São perguntas que tracejam todos os ciclos da vida. A cada etapa, estas questões revistas auxiliam a fazer as mudanças necessárias para o continuo processo de individuação.

Observação- individuação realização do si mesmo, busca aproximar o mundo do indivíduo através do caminho do autoconhecimento. (Jung)

Grata por sua visita

Norma Emiliano

Imagens Net

Comments

  • Ailime
    Responder

    Boa noite Norma,
    Neste e noutros casos semelhantes será talvez necessária ajuda psicológica para que a mãe encontre seu equilíbrio, se autoconheça.
    Um beijinho.
    Ailime

  • toninhobira
    Responder

    Muito boa postagem Norma numa partilha de situação, que creio tem vivido muito em sua profissão. A gente com olhar menos técnico estamos constantemente observando estes choque de mudança de vida. A não preparação para as novas responsabilidades e renuncias, que em muitos casos se fazem necessária. Abrir mão desta individualidade não é cosia pata amadores como se diz no linguajar jovem.
    Bela partilha Norma, foi assim que lhe conheci com estas postagens em generosas partilhas.
    Um bom fim de noite com paz.
    Beijo amiga e vamos com fé.

  • roseliadosreisbezerra
    Responder

    Boa tarde de muito equilíbrio, querida amiga Norma!
    Meus filhos foram meus foram minha vitalidade até eu me recompor.
    Vamos em frente que a vida nos proporciona alegrias imensas e surpreendentes.
    Sempre com postagens edificantes.
    Tenha uma tarde abençoada!
    Bjm carinhoso e fraterno de paz e bem

  • chica
    Responder

    Que situação! E tu deves ver cada caso ! Ainda bem tudo se resolve com terapias e ajustes! bjs,chica

  • rudynalva
    Responder

    Norma!
    Matéria bem interessante, principalmente para quem tem filhos peuenos.
    Gratidão!
    cheirinhos
    Rudy

  • Marina
    Responder

    Boas ponderações, Norma. A maternidade é uma decisão que deve ser bem ponderada, não se pode esperar que seja um fim em si mesma ou que traga felicidade magicamente.. Espero que esta mãe e tantas outras consiga se encontrar.
    Abraços!

Sua visita e comentários são muito significativos. Volte sempre.

Get Adobe Flash player
%d blogueiros gostam disto: