Circulo vicioso da violência

“Algumas mulheres querem acreditar que, por trás da crueldade,  se  esconde o amor, para não enlouquecerem de dor” Nina George

O atendimento  psicoterápico com indivíduos, que têm em sua história familiar a violência, comprova como a dor de filhos pequenos de pessoas crueis fazem de tudo para serem amados por eles e consideram-se culpados pelos pais não conseguirem amá-los.

Contudo, nem todos os pais amam seus filhos, alguns consideram-os um fardo, outros os tiveram como tábua de salvação de uma relação sem solidez,  e ainda outros  se sentem frustrados por não atenderem as suas expectativas.  Esses pais revidam,  tratando os filhos  de forma má. Assim sendo, a agressão, a humilhação,  o abuso e a violência cometida  comprometem muito a autoestima e a imagem que a criança tem de si mesma.

Lembro-me que ainda menina não entendia o comportamento dos pais de uma vizinha adolescente, cujo pai, como castigo por desobediência,  batia na filha com cinto, deixando-a toda lanhada e depois a mãe a colocava numa banheira com sal. Nesta época não se fazia denúncias.

Indivíduos que sofreram e/ou vivenciaram agressão acabam pensando que esta é uma expressão de amor  e repetem este padrão em seus demais relacionamento.  Há casos em que mulheres mentem por homens crueis, mentem para os filhos, por terem sido tratadas desta maneira pelos pais.

Neste momento de isolamento social, quarentena, tem sido apontado o aumento da violência doméstica. De acordo com a “a ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves,  no Estado do Rio o total de notificações de violência nas últimas semanas já é 50% maior. Fonte

Investir no tratamento, se autoconhecer e reconhecer este padrão relaciona, pode reverter essa situação, embora não faça esquecer do trauma,  altera a forma como a pessoa o encara e lida com ele, desta forma  interrompe-se o circulo vicioso.

Norma Emiliano

Grata por sua visita

Comments

  • chica
    Responder

    Incrível esse problema que vem crescendo nesses dias de confinamento. Uma pena e isso deve ser bem resolvido e tratado! Linda semana, de paz! bjs, chica

  • roseliadosreisbezerra
    Responder

    Boa tarde de Oitava de Páscoa, querida amiga Norma!
    Aqui no ES também.
    Um paralelo ao drama do Corona…
    Todos em casa, muitos relacionamentos falidos acabam em mortes horrendas neste tempo.
    Tenha dias abençoados!
    Bjm carinhoso e Pascal

  • Calu
    Responder

    É alarmante constatarmos triste realidade de muitos cujos familiares são algozes. Dá uma descrença total na raça humana.
    Que os tempos melhores cheguem rápido.

    Bjs, Norma
    Carmen

  • Ailime
    Responder

    Boa tarde Norma,
    Um tema muito importante e infelizmente muito atual.
    Em Portugal há bastante violência doméstica e é um dos aspetos do confinamento que me tem preocupado.
    Nada posso fazer, mas as entidades competentes deviam ter isto em atenção, apesar de já ter ouvido na TV a abordagem do assunto.
    Vamos aguardar que as mentalidades, a educação, as questões sociais se vão resolvendo de modo a eliminar este grave problema. (Tarefa árdua)
    Um beijinho,
    Ailime

  • toninhobira
    Responder

    Coincidência Norma hoje ouvindo jornal, relatou esta violência do feminicídio em crescimento neste isolamento. Nem sei se o isolamento tem culpa Norma, uma vez que este crime vem num crescente independente de pandemia. Mas é sabido que fera acuada tende ser mais perigosa e o pior que esta violência tem se estendido aos filhos fisicamente, já psicologicamente ela faz seus estragos.
    Um tema importante amiga, mas os números me causam raiva.
    Beijo

  • LUCIA DE FATIMA SILVA
    Responder

    Infelizmente, nesse isolamento social, estar crescendo os índices de violência doméstica. Aqui na cidade em que moro, o feminicídio já levou muitas mulheres para outra dimensão e mulheres jovens, umas casadas, outras noivas ou só namorando. Isso tudo antes dessa pandemia e, agora, os números crescem mais.
    Beijos afetuosos!

Sua visita e comentários são muito significativos. Volte sempre.

Get Adobe Flash player
%d blogueiros gostam disto: