walt-whitman2

Poetando com

Walt Whitman (1819 – 1892) poeta norte-americano considerado como o inventor do verso livre e lembrado também pela sua natureza sexual. Considerado um poeta a serviço da democracia.   A um Estranho “Estranho que passa! você não sabe com quanta saudade eu lhe olho, Você deve ser aquele a quem procuro, ou aquela a quem […]

imagem

A estação do amar

Participação neste projeto que a Chica sempre nos inspira com interessantes imagens.   E este me sinaliza que lá se foi o dia, mas há sempre tempo. Imagem sugerida Nestes dias primaveris Flores nos acompanham, colorem nossos dias e nos atentam para  o belo que está no olhar daqueles que podem ver para além de […]

hqdefault

Poetando com

Mia Couto Mulher de Mim   “- Tranquila-te, eu não te venho buscar. O que vinha fazer, caso então? Porque tanto mais ela se senhorava mais eu me inquietava. A enviada prosseguiu: – Não percebes? Eu venho procurar lugar em ti. Explicou suas razões: só ela guardava a eterna gestação das fontes. Sem eu ser […]

em-funcao-das-condicoes-as-cores-do-arco-iris-podem-ser-mais-ou-menos-vivas-e-mais-ou-menos-nitidas_5159_w620

Meu recomeçar

20/09 I O que dizer dos 68 anos vividos De uma estrada construída E permeada de curvas de muitas Expectativas, esperanças, sonhos E realizações? II Que houve encontros, desejos, Alegrias e dores. Acertos e enganos,  Perdas e ganhos. Pois assim é esta viagem. Traçada em elos. III Trago uma bagagem de muitos afetos, De boas […]

1469830_444325719005349_2038450150_n

Poetando com

Mia Couto   Fomos deixando de escutar     “Me entristece o quanto fomos deixando de escutar. Deixamos de escutar as vozes que são diferentes, os silêncios que são diversos. E deixamos de escutar não porque nos rodeasse o silêncio. Ficamos surdos pelo excesso de palavras, ficamos autistas pelo excesso de informação. A natureza converteu-se […]

07

Mutações

Há momentos na vida que surge o mal estar e  uma crise se instala e,  assim, o indivíduo se vê no Desalento Os dias passam Matizados de azul Ao  som dos pássaros e dos aviões que cortam O silêncio fúnebre Dos olhos combalidos Da vida. * O brilho reluzente A tudo ilumina Sem o inundar […]

cativeiro-1

Poetando

O contato do ser humano consigo próprio e com o outro é  um dos maiores desafios do homem que  luta entre sua autenticidade, o desejo de pertencer e seu crescimento individual. Aprisionamento * A alma aprisionada Nas fortalezas construídas Despenca  em dores escondidas *  O pedido de socorro incompreendido A incapacidade do dizer Transformam-se em […]

0025

Poetando com

Olavo Bilac Velhas árvores “Olha estas velhas árvores, mais belas Do que as árvores novas, mais amigas: Tanto mais belas quanto mais antigas, Vencedoras da idade e das procelas… * O homem, a fera, e o inseto, à sombra delas Vivem, livres de fomes e fadigas; E em seus galhos abrigam-se as cantigas E os […]

Get Adobe Flash player