um-nascer-do-sol-calmo-do-amanhecer-na-praia-de-baggies-perto-de-durban-áfrica-do-sul-92878748

Poetando

Em conta gotas Caminhar descalça pé ante pé tocando a terra que nos escora sentir seu contato respeitar seu solo seja firme ou incerto novo ou antigo com a convicção da troca inestimável entre nós. Quero a simplicidade do amanhecer lento e calmo. A brisa leve a acariciar o rosto. O fluir da vida Em […]

004

Saudações

Dias 5, 15, 25 encontro marcado com Chica brinca de poesia no desafio de: Vamos a imagem proposta Navegar por um caminho estreito E penetrar no horizonte  Infinito do mar. Espreitar as margens do túnel E a tudo observar. Aqui e ali vamos encontrar A natureza com todo seu esplendor A nos saudar. Assim, é tudo […]

images

O poder da literatura

Com o Quixote, a literatura se torna “clínica”. Passa a ser não apenas objeto de prazer intelectual mas objeto de cuidado humano.  José Castello, 2012 (…) escrever significa mexer com funduras.” Caio Fernando Abreu, 2006   A leitura e a escrita são atos que trazem ao ser humana possibilidades de se ver e se rever, […]

1152x720_fantastic-month-stars

Poetando

  Nuvem enluarada   Aposte no sonho De uma nuvem enluarada No caminhar do amor Que chega sem avisar. Esta é uma doce sina Que todos podem atinar Ah! Seja imbuído Da magia do apaixonar. Não importa o tempo vivido Olhe e sinta O encanto de uma noite Sob o luar Norma Emiliano

004

Vida e mar

  Criar, interagir e brincar são as propostas que surgem e que nos motivam a  escrever, pesquisar, poetar, etc. Nos dias 5, 15 e 25 há sempre o convite da Chica para participar de:   Hoje a imagem proposta me sugere poetar sobre a vida que se faz em vida, assim como as ondas do mar. […]

rosto+em+escultura

Poetando

    Transposição Dos meus afetos O meu SER. Ser de amor Ser para o amor No sentir Pelas estradas Ser ponte e Agregar saberes Nas pausas Um voo interior Para um retorno Fortalecido de mim. No horizonte Entre o céu e terra Um brilho sinaliza Um novo porvir. Morte e vida. Apegos e desapegos […]

o-homem-e-do-tamanho-dos-seus-sonhos--fernando-pessoa-1698-3

Poetando com

Fernando Pessoa Sonhar * “Eu tenho uma espécie de dever, dever de sonhar, e sonhar sempre, pois sendo mais do que um espectador de mim mesmo, eu tenho que ter o melhor espetáculo que posso. E assim me construo a ouro e sedas, em salas supostas, invento palcos, cenários para viver o meu sonho entre […]

walt-whitman2

Poetando com

Walt Whitman (1819 – 1892) poeta norte-americano considerado como o inventor do verso livre e lembrado também pela sua natureza sexual. Considerado um poeta a serviço da democracia.   A um Estranho “Estranho que passa! você não sabe com quanta saudade eu lhe olho, Você deve ser aquele a quem procuro, ou aquela a quem […]

Get Adobe Flash player