Benito Q. Martin

 

 benito

                            Imagem Internet

 

Benito Quinquela Martín, pintor, gravador e muralista. Nasceu em Buenos Aires, em março de 1890  e morreu em 28 de janeiro de 1977, aos 86 anos.

De origens humildes,  foi abandonados por seus pais em um orfanato, onde permaneceu até os 6 anos, quando foi adotado por Chinchella e Justina Manuel Molina.

Auto didata, transformou-se no pintor mais popular da Argentina. Sua obra  mostra a atividade portuária, a vivacidade e a aspereza do cotidiano da portuária La Boca. Seu atelier funcionava na rua Caminito.  Captou a peculiaridade do bairro e a adotou   para dar colorido a seus quadros. “Suas paisagens foram construídas com grandes pinceladas de cores quase puras que, colocadas em camadas densas, criam relevos construtivos.  Suas paisagens se transformam em uma cosmovisão de forças quase abstratas. Rosas, verdes e azuis sugerem o amanhecer e o entardecer nas margens do rio”.  Fonte

Em 04 de novembro de 1918 abre a primeira exposição individual na galeria Witcomb. Em 1921 ele fez sua primeira exposição internacional no Rio de Janeiro. Em 1938, inaugurou o Museo de Bellas Artes de La Boca, com 700 obras.

Entre suas obras mais famosas são: Tormenta en el Astillero ( Musée du Luxembourg , Paris ), Puente de la Boca ( St. James’s Palace , de Londres ) e Crepúsculo en el astillero ( Museo Nacional de Bellas Artes , Buenos Aires).
Quinquela Martin tornou-se um filantropo, doando ao bairro e à cidade uma série de obras.

 Fonte: Wikipedia

  

Comments

  • Cíntia
    Responder

    Obrigada pela participação, fiquei feliz!! beijinhos

Sua visita e comentários são muito significativos. Volte sempre.

%d blogueiros gostam disto: