Auto Retrato

marioquintana0xc

No poema abaixo, o  poeta busca mostrar a dificuldade do ato de se descobrir enquanto pessoa e poeta. Criador e criação se misturam.
Portanto, o leitor é peça essencial na compreensão da mensagem e  é na sua interpretação  que  se cria o elo entre mim e  você. Obrigada por sua visita.

No retrato que me faço
– traço a traço –
às vezes me pinto nuvem,
às vezes me pinto árvore…

às vezes me pinto coisas
de que nem há mais lembrança…
ou coisas que não existem
mas que um dia existirão…

e, desta lida, em que busco
– pouco a pouco –
minha eterna semelhança,

no final, que restará?
Um desenho de criança…
Terminado por um louco

Mario Quintana

Comments

Sua visita e comentários são muito significativos. Volte sempre.

Get Adobe Flash player
%d blogueiros gostam disto: