“A pior Idade”

Exercício-na-melhor-idade-créditos-da-imagem-Fotolia

Quantas vezes nos indignamos com a categorização da velhice como “a melhor idade”?

Em 2009, na Folha de São Paulo, Cotidiano, Rubens Alves fez uma crônica da qual retirei alguns fragmentos para compor este post, pois  se refere a aspectos que considerei fundamental para suavizarmos o olhar sobre esta etapa da vida.

“Algum demônio disfarçado de anjo inventou que velhice é a “melhor idade”. Só pode ser gozação ou ironia”.

DEVE TER SIDO um demônio zombeteiro disfarçado de anjo que inventou que a velhice é a “melhor idade”. Chamar velhice de “melhor idade” só pode ser gozação ou ironia.(…) O que é melhor? Ser respeitado ou ser desejado?
Velhice é quando a gente começa a ser tratado como “objeto de respeito” e não como “objeto de desejo”. Mas o que quero não é ser olhado com respeito, mas com desejo…
Aconteceu faz 25 anos, uma tarde, no metrô, vagão cheio, tudo bem, eu me via jovem, pernas fortes, segurei-me num balaústre. Meus olhos começaram a passear pelo rosto dos passageiros -cada rosto é mais misterioso que um universo- até que meus olhos se encontraram com os olhos de uma jovem que me olhava, eles, os seus olhos, sorriam para mim e eu fantasiei que ela me desejava. Ficamos assim por alguns segundos trocando olhares de namorado até que ela, num gesto delicado, se levantou e me ofereceu o seu lugar… Seu gesto me disse sem palavras: “O senhor é velho. Eu o respeito. Eu lhe dou o meu lugar…”. Nesse momento percebi que a minha idade era a pior de todas. A melhor idade era a dela, da mocinha que me deu o lugar.
Sugiro um nome diferente para essa idade, que não é ironia, mas poesia: “Pessoas portadoras de crepúsculos no seu olhar..

A este olhar poético, somo uma poesia com ares de esperança…

Nuvem enluarada 

Aposte no sonho
De uma nuvem enluarada
No caminhar do amor
Que chega sem avisar.

Esta é uma doce sina
Que todos podem atinar
Ah! Seja imbuído
Da magia do apaixonar.

Não importa o tempo vivido
Olhe e sinta
O maravilhamento  de

uma noite Sob o luar

Norma Emiliano

 

Comments

  • chica
    Responder

    Sem dúvidas o teu olhar traz um enfoque muito mais lindo pra essa idade… E olhar com esperança é bem melhor, mas de ,melhor idade não tem nada!!! beijos, chica

  • taislc
    Responder

    Oi, Norma, excelente essa crônica do Rubem Alves, faz tempo, também, que escrevi uma crônica falando dessa famigerada “Melhor Idade”! Eta coisa que irrita, como alguém com catarata, com diabete, com problemas vários que se dá nessa idade dirá que é a sua Melhor idade?
    Lindo o Nuvem enluarada!
    Um beijinho, Norma.

  • toninhobira
    Responder

    Quando leio coisas do Rubem mais o admiro e encanto com o olhar que ele tinha sobre tudo. Maravilhosa postagem sobre esta fase que se quer poética, vestida com esta sensível e bela poesia de sua nobre arte de olhar além do olhar. Suaviza e floresce sentimentos de auto valorização.
    Belíssimo trabalho Norma.

    Boa semana.
    Beijo

  • Profª Lourdes Duarte
    Responder

    Olá Boa noite!
    Vim agradecer sua vista, o comentário que deixou e o desejo de quem sabe participar da BC Poetizando e Encantando. percebi que gostas de poesia, contos, crônicas… e que suas postagens são maravilhosas. Estou seguindo seu G+, não encontrei opção para seguir seu blog, mas com certeza voltarei outras vezes aqui.
    Lhe convido a seguir o meu, conhecer os outros blogs e se gostar seguir. desde já lhe convido a participar da BC, será um prazer. É uma brincadeira sem competição, tem apenas algumas regrinhas a segui.
    Seja bem vinda!
    Estou levando seu link, foi um pouco difícil chegar aqui, visto que não compartilhas para sua página do G+ e nem tem seu link no perfil. Mas lhe encontrei.
    tenha uma noite feliz e um amanhecer de paz.

  • roseliabezerra
    Responder

    Boa tarde, querida amiga Norma !
    Estou nela e nunca fui tão feliz.
    Depois da infância, é, para mim, a melhor fase.
    Sei quem sou, do que posso… amo viver!
    Gosto de vir aqui e apreciar suas informações bem pontuadas e cientificas mas que você dá seu toque humano. Não é uma mera pesquisa que se faz por aí e está ao alcance de todos
    Seu jeito dá um toque todo especial…
    Lindo poema!
    Ainda falava ontem com meu amigo sobre como me maravilho com o pôr do sol… dentre outros…
    Tenha dias felizes e abençoados!
    Bjm fraterno e carinhoso de paz e bem

Sua visita e comentários são muito significativos. Volte sempre.

Get Adobe Flash player
%d blogueiros gostam disto: