A cada novo dia

ATgAAADqXL8vNdRDOSQ8eWDxGK-h-VpaDXoz_sVyO5ce59GrBlXsZmDfXwT7L-MDrx6ULbKv76ao4swFmfsW5bPB5qMhAJtU9VBR1pQuB51p2u0RZZh4FZH2v9nZ8g[1]Foto Sebastião

Neste amanhecer, ao pensar nos relacionamentos, na razão da minha existência e no objeto da minha prática profissional, atentei-me para as dores e alegrias da vida e me detive na razão de cada novo dia.

Manhã chuvosa, céu refletido nas águas profundas do mar que se mostram escuras; tudo ao redor parece transmitir uma profunda tristeza. No entanto os sons dos pássaros, as cores das flores anunciam que há muito mais na essência da vida.

Quando a dor abate a alma humana, semelhante à imagem do dia chuvoso, parece que nada mais existe a não ser a escuridão. A tristeza e desesperança corroem o ser, nada tem sentido

Quantas vezes, a vida, com suas surpresas e/ou sua própria natureza provoca o confronto do ser humano com a finitude e a imprecisão. O sucesso, a juventude, a paixão, felicidade, o cargo, etc., tudo é passagem. A construção do caminho a ser percorrido não é uma reta previsível com sinalizações claras e transparentes. A teia que se forma enreda e seduz. Aquilo que hoje é porto seguro em poucos segundos se esvai. São tantas as variáveis pela vida que de tempo em tempo é preciso rever os caminhos.

Os dias são páginas no livro da vida. As páginas desse livro podem conter um continuum de seres, lugares e fatos que se interligam, mas que, em dado segundo, precisem recomeçar nova história. Cada um e todos têm em sua trajetória existencial singular história. História feita de comédias e tragédias, de poemas e contos repletos de cores, sons, cheiros e gestos e sem receituários.

A cada dia há manhã, tarde e noite, e no dia seguinte o ciclo ser reinicia com a ilusão de repetição. Nada se repete, porém a memória retém lembranças de tempos idos e mantém, muitas vezes, o ser aprisionado ao passado. Presente e o passado se fundem e podem reinventar a história com novos matizes.

O despertar na aurora iluminada pelo sol e coberta de flores, numa plena harmonia, reveste o dia de novas cores, anuncia a alma esperanças e confirma magia à existência. O som dos pássaros, as cores das flores, o brilhar da lua e das estrelas anunciam que há muito mais a cada dia.

Norma Emiliano

Completando nossa reflexão trago um fundo musical que nos ajuda a sonhar sempre com UM NOVO DIA

La Vie en Rose

Comments

Sua visita e comentários são muito significativos. Volte sempre.

Get Adobe Flash player
%d blogueiros gostam disto: